Exercícios de Força e Parâmetros Imunológicos: Contagem Leucocitária, Inflamação e Regeneração

Por: Rodrigo Dias.

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.16 - n.3 - 2008

Send to Kindle


Resumo

Recentemente, a prescrição de exercícios aeróbios, bem como sua associação com os de força, têm sido recomendados pelas principais agências normativas de saúde. Sessões agudas ou treinamento crônico promovem respostas no sistema imunológico, podendo acarretar desistência, não continuidade ou queda no desempenho nos programas de exercícios, pela aumentada susceptibilidade às infecções oportunistas, principalmente infecções do trato respiratório superior (ITRS). Assim, o objetivo do estudo foi investigar as modulações decorrentes dos exercícios de força quanto à contagem leucocitária, dano, inflamação, regeneração muscular e susceptibilidade às ITRS. Foi realizada uma revisão de periódicos nacionais e internacionais nos portais científicos da Capes, Scielo, Science Direct e Highwire. Sugere-se que a leucocitose pode ter como função, preparar o organismo para uma possível demanda celular nos músculos, constituindo-se em uma forma do sistema imunológico se antecipar às necessidades de remodelagem tecidual. A infiltração leucocitária nos tecidos danificados apresenta forte relação na ativação das células satélites e queda na força, demonstrando um padrão bi-modal de recuperação. As pequenas flutuações na contagem leucocitária, especificamente nos linfócitos, após os exercícios de força, quando comparadas aos aeróbios, parecem ser respostas agudas com pouco significado clínico, sem relação com aumento nas ITRS.

Endereço: http://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/882

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.