Exercícios de Resistência Para Alunos com Acidente Vascular Encefálico (ave) Praticantes de Natação Paradesportiva.

Por: Juliana Teresa Oliveira.

II Congresso Paraolímpico Brasileiro

Send to Kindle


Resumo

a Organização Mundial de Saúde (2003) defende que o AVE é provocado por uma interrupção no suprimento de sangue ao cérebro e ocorre quando uma artéria que fornece sangue ao cérebro fica bloqueada ou se rompe. Nos primeiros momentos do AVE não há morte de tecido cerebral, mas a falta de suprimento sanguíneo provoca a rápida degeneração do mesmo, um tecido metabolicamente muito ativo e que demanda muito oxigênio e glicose para manter seus neurônios vivos. Esta morte resulta em áreas de necrose localizada que são designadas como enfartes cerebrais. A presença de danos nas funções neurológicas origina déficits nas funções motoras, sensoriais, comportamentais, perceptivas e da linguagem. Os déficits motores são caracterizados por paralisias completas (hemiplegia) ou parciais/ incompletas (hemiparesia) no hemicorpo oposto ao local da lesão que ocorreu no cérebro. O treinamento de força tem um impacto positivo não só no músculo esquelético, mas também na excitação neuromotora, na integridade, na viabilidade do tecido conjuntivo e inclusive na sensação de bem estar de uma pessoa.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.