Experiência de Participação em Competições: Um Estudo Sobre a Motivação dos Jogadores de Basquetebol

Por: Carlos Adelar Abaide Balbinotti, Daiane da Silva Pedreira, José Augusto Ayres Florentino, José Carlos de Carvalho Leite, Marcos Alencar Abaíde Balbinotti, Marcus Levi Lopes Barbosa e Ricardo Pedrozo Saldanha.

Revista Brasileira de Psicologia do Esporte - v.8 - n.1 - 2018

Send to Kindle


Resumo

Adie, J. W., Duda, J. L., & Ntoumanis, N. (2010). Achievement Goals,
Competition Appraisals, and the Well- and Ill-Being of Elite Youth Soccer
Players Over Two Competitive Seasons. J SportExerPsychology, 32, 555-579.
Balbinotti, M. A. A., & Barbosa, M. L. L. (2006). Inventário de
Motivação à Pratica Regular de Atividade Física (IMPRAFE-54). Núcleo de
Estudos e Pesquisa em Pedagogia e Psicologia do Esporte da Universidade
Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre. Texto não publicado.
Balbinotti, M. A. A., Zambonato, F., Barbosa, M. L.L., Saldanha, R.
P., & Balbinotti, C. A. A. (2011). Motivação à prática regular de atividades
físicas e esportivas: um estudo comparativo entre estudantes com
sobrepeso, obesos e eutróficos. Motriz, 17(3), 384-394.
Balbinotti, M. A. A., Juchem, L., Barbosa, M. L. L., et al. (2012). A
motivação para a prática regular de atividades físicas: um estudo com
adolescentes da cidade de Porto Alegre. Rev Min Educ Física, 1, 1966-1975.
Balbinotti, M. A. A., Gonçalves G. H. T., Klering, R. T., Wiethaeuper,
D., & Balbinotti, C. A. A. (2015). Perfis motivacionais de corredores de rua
com diferentes tempos de prática. Rev Bras Cienc Esporte, 37(1), 65-73.
Barbosa, M. L. L. (2005). Propriedades métricas do inventário de
motivação à prática regular de atividade física. Dissertação de mestrado,
Universidade Federal do Rio Grande do Sul.
Bavoso, D., Galeote, L., Montiel, J. M., & Cecato, J. F. (2017).
Motivação e autoestima relacionada à prática de atividade física em adultos e
idosos. Revista Brasileira de Psicologia do Esporte, 7(2), 26-37.
Bernardes, A. G., Yamaji, B. H. S., & Guedes, D. P. (2015). Motivos
para prática de esporte em idades jovens: Um estudo de revisão. Rev
Motricidade, 11, 163-173.
Brickell, T. A., & Chatzisarantis, N. L. D. (2007). Using selfdetermination
theory to examine the motivational correlates and predictive
utility of spontaneous exercise implementation intentions. Psychology of
Sport and Exercise, 8, 758-770.
Cechin, F. M., Evangelista, P. H. M., Saldanha, R.P., et al. (2006).
Motivação competitiva de squashistas juvenis federados. Rev. Bras. Educ. Fís
Esporte, 28, 469-480.
Deci, E. L., & Ryan, R. M. (1985). Intrinsic Motivation and selfdetermination
in human behavior. New York: Plenum.
Deci, E. L., & Ryan, R. M. (2000). The What and Why of Goal
Pursuits: Human Needs and the Self-Determination of Behavior.
Psychological Inquiry, 4, 227-268.
Deci, E. L., La Guardia, J. G., Moller, A. C., Scheiner, M. J., & Ryan,
R. M. (2006). On the benefits of giving as well as receiving autonomy
support: Mutuality in close friendships. Personality and Social Psychology
Bulletin, 32, 313–327.
Deci, E. L., & Ryan, R. M. (2008). Self-Determination Theory: A
Macrotheory of Human Motivation, Development and Health. Canadian
Psychology, 49, 182-185. Recuperado em 21 mar. 2016 da Apa Psycnet
(American Psychological Association): http://psycnet.apa.org/?&fa=main.
doiLanding&doi=10.1037/a0012801.
Experiência de participação em competições: um estudo sobre a motivação de jogadores de basquetebol
Ricardo Pedrozo Saldanha, Marcus Levi Lopes Barbosa, Marcos Alencar Abaide Balbinotti, José Augusto Ayres Florentino, José Carlos
de Carvalho Leite, Daiane da Silva Pedreira, Carlos Adelar Abaide Balbinotti
Revista Brasileira de Psicologia do Esporte, Brasília, v. 8, n° 1, maio 2018 076
Deci, E. L., & Ryan, R. M. (2014). The importance of universal
psychological needs for understanding motivation in the workplace. In: M.
Gagne (Org.), The Oxford handbook of Work Engagement, Motivation and
Self-Determination Theory. Chap.2: (pp. 13-32). Oxford: Oxford University
Press.
Gagne, M., & Blanchard, C. (2007). Self-Determination Theory and
Well-Being in Athlets: it’s the situation that counts. In: M.S. Hagger & N.L.D
Chatzisarantis (Eds.), Intrinsic motivation and self-determination in exercise
and sport (pp. 243-254). Champaign: Human Kinetics.
Galatti, L. R., Reverdito, R. S., Scaglia, A. J., Paes, R. R., & Seoane,
A. M. (2014). Pedagogia do esporte: tensão na ciência e o ensino dos jogos
esportivos coletivos. Rev Educ Física, 25, 153-162.
Gallahue, D. & Ozmun, J. (2003). Compreendendo o
desenvolvimento motor de bebês, crianças, adolescentes e adultos. São
Paulo: PHORTE.
Goldim, J.R. (2017a). Núcleo Interdisciplinar de Bioética do Hospital
de Clínicas de Porto Alegre. Ética aplicada à pesquisa em Saúde. Texto
recuperado em 10 mar. 2016: http://www.bioetica.ufrgs.br/biopesrt.htm.
Goldim, J.R. (2017b). Núcleo Interdisciplinar de Bioética do Hospital
de Clínicas de Porto Alegre. Princípio do respeito à pessoa ou da autonomia.
Texto recuperado em 10 mar. 2016:
http://www.bioetica.ufrgs.br/autonomi.htm.
Goldim, J.R. (2017c). Núcleo Interdisciplinar de Bioética do Hospital
de Clínicas de Porto Alegre. Princípio da beneficência. Texto recuperado em
10 mar. 2016: http://www.bioetica.ufrgs.br/benefic.htm.
Goldim, J.R. (2017d). Núcleo Interdisciplinar de Bioética do Hospital
de Clínicas de Porto Alegre. Princípio da Não-Maleficência. Texto recuperado
em 10 mar. 2016: http://www.bioetica.ufrgs.br/naaleomf.htm.
Gonçalves, G. H. T., Klering, R. T., Pacheco, C. H., Balbinotti, M. A.
A., & Balbinotti, C. A. A. (2015). Motivos à prática regular de futebol e futsal.
Rev Saud Desen Humano, 3, 07-20.
Gould, D., Eklund, R. C., & Jackson, S. (1992). Coping strategies
used by more versus less successful Olympic wrestlers. Research Quarterly
for Exercise and Sport, 64, 83-93.
Marques, A. T. (2000). Sobre as questões da qualidade no treino dos
mais jovens. In: F.M. Silva (Org.), Produção do conhecimento no
treinamento desportivo: pluralidade e diversidade (pp. 51-59). Paraíba:
Editora Universitária/UFPB.
Marques, J. A. A., & Kuroda, S. J. (2000). Iniciação esportiva: um
instrumento para a socialização e formação de crianças e jovens. In: K.
Rubio (Org.), Psicologia do Esporte: interfaces, pesquisas e intervenções (pp.
125-137). São Paulo: Casa do Psicólogo Livraria e Editora Ltda.
Menezes, R. P., Marques, R. F. R., & Nunomura, M. (2014).
Especialização esportiva precoce e o ensino dos jogos coletivos de invasão.
Rev Movimento, 20, 351-373.
Mizoguchi, M. V., Garcia, W. F., Nazario, P. F., & lara, B. M. (2016).
Análise dos níveis motivacionais dos corredores de rua de Bragança Paulista.
Experiência de participação em competições: um estudo sobre a motivação de jogadores de basquetebol
Ricardo Pedrozo Saldanha, Marcus Levi Lopes Barbosa, Marcos Alencar Abaide Balbinotti, José Augusto Ayres Florentino, José Carlos
de Carvalho Leite, Daiane da Silva Pedreira, Carlos Adelar Abaide Balbinotti
Revista Brasileira de Psicologia do Esporte, Brasília, v. 8, n° 1, maio 2018 077
Sobre o
autor
Revista Brasileira de Psicologia do Esporte, 6(1).
Nuviala, A. N., Fajardo, J. A. T., Nuviala, R. N., Pereira, E., &
Carvalho, J. (2012). Prediccióndel abandono desportivo em la adolescencia a
través del estudio de la calidad percibida. Rev Movimento, 18, 221-239.
Oliveira, A. J.,Rangel, A. G., Henrique, J., Vale, W. S., Nunes, W. J.,
& Ruffoni, R. (no prelo). Aspectos motivacionais de praticantes de judô do
sexo masculino. Rev Bras Ciênc Esporte.
Ramos, V., Souza, J. R., Brasil, V. Z., Silva, T. E., & Nascimento, J.
V. (2014). As crenças sobre o ensino dos esportes na formação inicial em
educação física. Rev Educ Física, 25, 231-244.
Reis, C. P., Costa, V. T., Noce, F., Ferreira, M. C. C., & Moraes, L. C.
C. A. (2015). A formação de atletas de basquetebol: quantificação do tempo
de prática e do número de jogos. Rev Bras Educ Fis Esporte, 29, 663-673.
Ryan, R. M., & Deci, E. L. (2000a). The darker and brighter sides of
human existence: Basic psychological needs as a unifying concept.
Psychological Inquiry, 11, 319-338.
Ryan, R. M., & Deci, E. L. (2000b). Self-Determination Theory and
the Facilitation of Intrinsic Motivation, Social Development, and Well Being.
American Psychologist, 1, 68-78.
Saldanha, R. P. (2012). Valores e Atitudes de Jovens Praticantes de
Esportes em Projetos Sociais: um modelo teórico-explicativo. Tese de
doutorado, Escola de Educação Física, Programa de Pós-Graduação em
Ciências do Movimento Humano, Universidade Federal do Rio Grande do Sul,
Porto Alegre.
Sampedro, L. B. R., Rocha, J. M., Klering, R. T., Saldanha, R. P.,
Balbinotti, M. A. A., & Balbinotti, C. A. A. (2014). Motivação à prática regular
de atividades físicas: um estudo com praticantes de taekwondo. Pensar à
Prática, 17(1), 19-32.
Souza Filho, M. J. D., Albuquerque, M. R., Costa, I. T., Malloy-diniz,
L. F., & Costa, V. T. (2018). Comparação do nível de motivação de atletas de
futebol com Alto e baixo tempo jogado nas partidas da categoria sub-20. J.
Phys. Educ. 29(1).
Tahara, A. K., Schwartz, G. M., & Silva, K. A. (2003). Aderência e
manutenção da prática de exercícios em academias. Rev Bras Cien
Movimento, 11, 7-12.
Ulstad, S. O., Halvari, H., Sorebo, O., & Deci, E. L. (2016).
Motivation, Learning Strategies, and Performance in Physical Education at
Secondary School. AdvPhys Education. (6), 27-41.
Vallerand, R. J. (2007). A hierarchical model of intrinsic and extrinsic
motivation for sport and physical activity. In: M.S. Hagger & N.L.D.
Chatzisarantis (Eds.), Intrinsic.
Ricardo Pedrozo Saldanha
Universidade La Salle - Canoas/RS - PPG em Saúde e
Desenvolvimento Humano
Experiência de participação em competições: um estudo sobre a motivação de jogadores de basquetebol
Ricardo Pedrozo Saldanha, Marcus Levi Lopes Barbosa, Marcos Alencar Abaide Balbinotti, José Augusto Ayres Florentino, José Carlos
de Carvalho Leite, Daiane da Silva Pedreira, Carlos Adelar Abaide Balbinotti
Revista Brasileira de Psicologia do Esporte, Brasília, v. 8, n° 1, maio 2018 078
Contato
Marcus Levi Lopes Barbosa
Universidade Feevale - PPG em Diversidade Cultural e Inclusão Social
Marcos Alencar Abaide Balbinotti
Universitédu Québec à Tróis-Revières, Québec, Canadá -
Programmes de CycleSupérieurenPsychologie - Programmes Ph.D. Recherche
José Augusto Ayres Florentino
Universidade La Salle - Canoas/RS
José Carlos de Carvalho Leite
Universidade La Salle - Canoas/RS - PPG em Saúde e
Desenvolvimento Humano
Daiane da Silva Pedreira
Universidade La Salle – Canoas RS
Carlos Adelar Abaide Balbinotti
Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS - Porto
Alegre/RS - PPG em Ciências do Movimento Humano

Esta pesquisa tem por objetivo descrever e comparar os índices médios obtidos a partir da avaliação de seis dimensões motivacionais: Controle de Estresse, Saúde, Sociabilidade, Competitividade, Estética e Prazer, controlando a variável 'tempo de participação em competições' ('1º ano' e 'mais de 1 ano'). Para tanto, uma amostra de 441 atletas infanto-juvenis, jogadores de basquete, de ambos os sexos e com idades variando de 13 a 16 anos, aos quais responderam o Inventário de Motivação à Prática Regular de Atividade Física e/ou Esporte (IMPRAFE-54). Os resultados indicaram não haver evidências de diferenças (indissociáveis) entre algumas dimensões em cada grupo e haver diferença significativa (F (1, 439) = 6,94; p = 0,009) na comparação entre os grupos.

Endereço: https://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBPE/article/view/9322

Tags: Nenhuma cadastrada :(

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.