Facilitadores Para a Prática de Atividade Física no Lazer em Adolescentes

Por: Edina Camargo e Henrique Pacheco.

Revista Brasileira de Atividade Física & Saúde - v.22 - n.6 - 2017

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do estudo foi identificar os facilitadores para a prática de atividade física no lazer em adolescentes do ensino médio de São José dos Pinhais (PR). Foi realizada a técnica de grupos focais, da pesquisa qualitativa, seguindo um roteiro semiestruturado, com adolescentes de 14 a 17 anos de idade (50% do sexo feminino, média de idade de 15,5 ±1,5) de escolas públicas e privadas. Ao total foram realizados 12 grupos focais, sendo metade para cada sexo e tendo adolescentes ativos e inativos fisicamente. Para a análise dos dados foi utilizado a análise de conteúdo e a estatística descritiva para contabilizar os relatos. Os resultados foram analisados separadamente por tipo de escola e sexo. Os facilitadores mais relatados foram: apoio social dos amigos (12,2%), apoio social dos pais (11,7%), ter habilidades (11,1%), educação física trabalhar as habilidades motoras e físicas (10,3%) e praticar atividade física no contraturno das aulas (7,6%). Para maximizar os níveis de atividade física no lazer em adolescentes, deve-se levar em consideração os facilitadores encontrados nesse estudo, que dizem respeito ao apoio social e a prática efetivamente, seja ela para o aprendizado de habilidades motoras e físicas, ou para o aprimoramento, tanto nas aulas de educação física escolar quanto nas atividades físicas no contraturno.

Endereço: http://rbafs.org.br/RBAFS/article/view/10975

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.