Fatores Associados à Prática de Atividade Física Habitual em Mulheres

Por: Alexandrina Gomes de Oliveira, Ana Cristina Tillmann, Camila da Cruz Ramos de Araujo, Cecília Bertuol, e Paulo André Medeiros de Oliveira.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.21 - n.2 - 2015

Send to Kindle


Resumo

Introdução: a atenção tem se concentrado na investigação da prevalência de atividade física (AF) em diferentes populações. Objetivo: analisar os fatores associados à prática de AF habitual em mulheres em regiões de Santa Catarina, Brasil. Métodos: o estudo transversal obteve amostra de 2750 mulheres, com média de idade de 32,97 ± 10,9 anos. A AF foi avaliada pelo Questionário Internacional de Atividade Física (IPAQ). A amostra foi dividida em seis grupos: (Região Sul; Região do Vale do Itajaí; Região Norte; Região Oeste; Região Serrana e Região da Grande Florianópolis, SC, Brasil). A análise estatística foi descritiva e inferencial. Resultados: aproximadamente 68,3% das mulheres foram consideradas suficientemente ativas (ativas + muito ativas), destacando-se as da Região da Grande Florianópolis. Na prática de atividade moderada e moderada + vigorosa, as mulheres da Região Oeste apresentaram as maiores médias (65 ± 64; 105 ± 102 min/dia), respectivamente, e as de 20 a 32 anos apresentaram 61% de chance de serem consideradas ativas com relação às mulheres de 46 a 59 anos. Quanto ao índice de massa corporal (IMC), as mulheres com peso normal das Regiões Sul e Vale do Itajaí, apresentaram 2,24 (IC 95% = 1,15-4,35) e 1,76 (IC 95% =1,14-2,73) vezes mais chances de serem ativas quando comparadas às mulheres acima do peso. Conclusão: as mulheres das regiões de Santa Catarina foram consideradas suficientemente ativas. A AF moderada + vigorosa foi a mais prevalente nas seis regiões estudadas.
 

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1517-86922016000200097&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.