Fatores Associados Ao Deslocamento Ativo e Indicadores de Saúde em Trabalhadores da Indústria

Por: Maria Cecília Marinho Tenório, e .

Revista Brasileira de Atividade Física & Saúde - v.18 - n.4 - 2013

Send to Kindle


Resumo

O objetivo foi verificar a associação entre o deslocamento ativo, fatores associados e indicadores de saúde. Foram entrevistados 603 adultos em uma amostra representativa das indústrias têxtil de Caruaru-PE. Deslocamento ativo foi considerado para os que relataram ir habitualmente a pé/ de bicicleta para o trabalho. As demais variáveis foram: sexo, idade, estado civil, escolaridade, renda, percepção de sono, saúde e estresse, hipertensão, diabetes e colesterol elevado. As análises foram realizadas no SPSS e utilizou-se os testes de qui-quadrado, regressão logística binária bruta e ajustada, adotando p<0,05. O deslocamento ativo foi de 33,9% (IC95% 30,2 – 37,8), sendo significativamente maior entre trabalhadores com menor escolaridade e renda. O deslo- camento ativo foi fator de proteção para a percepção de saúde (OR 0,68 IC95% 0,31 – 0,88), sono (OR 0,71 IC95% 0,40 – 0,97) e colesterol elevado (OR 0,54 IC95% 0,34 – 0,79). O deslocamento ativo pode ser considerado uma importante estratégia de promoção da saúde para trabalhadores da indústria.
 

Endereço: http://www.sbafs.org.br/revista/artigos.php?id_revista=74

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.