Fatores Associados à Atividade Física Insuficiente no Lazer Entre Idosos

Por: Loiamara Barreto Santos, Maura Maria Guimarães Almeida, Saulo Vasconcelos Rocha e Tânia Maria de Araújo.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.19 - n.3 - 2013

Send to Kindle


Resumo

INTRODUÇÃO: As modificações estruturais e funcionais observa–das no envelhecimento, associadas ao sedentaris–mo, aceleram o declínio da capacidade funcional. 
OBJETIVO: Analisar os fatores associados à atividade física insuficiente no lazer entre idosos. 
MÉTODOS: Estudo transversal com amostra constituída de 562 indivíduos residentes no município de Feira de Santana, BA, 69,6% do sexo feminino e 30,4% do sexo masculino com média de idade de 68,93 ± 7,05 anos. Foi utilizado um formulário contendo informações sociodemográficas, doenças referidas e participação em atividades físicas no lazer. A participação em atividade física no lazer foi avaliada segundo autopercepção do tipo e da intensidade da atividade (leve moderada ou pesada). Para análise estatística, foi utilizada a técnica de regressão logística, com o cálculo das razões de prevalência, intervalo de confiança (95%) e nível de significância p≤0,05. 
RESULTADOS: Entre os indivíduos estudados, apenas 18,3% foram classificados como ativos no lazer. A população investigada apresenta uma elevada frequência de indivíduos inativos no lazer, principalmente entre as pessoas de baixa renda e entre aqueles com idades mais avançadas. 
CONCLUSÃO: Estes achados fomentam a discussão sobre a necessidade de implementação de políticas públicas de saúde e a criação de espaços de prática do lazer ativo destinados a população idosa no âmbito do SUS.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-86922013000300009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.