Fatores Associados à Saúde Positiva Autorreferida em Jovens Ativos na Região Nordeste, Brasil

Por: e .

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.19 - n.1 - 2013

Send to Kindle


Resumo

INTRODUÇÃO: A autoavaliação negativa da saúde parece estar associada a alguns tipos de neoplasias e à mortalidade na população em geral. 
OBJETIVO: O referido trabalho buscou verificar os fatores associados à autoavaliação positiva da saúde em jovens adultos e ativos. 
MATERIAIS E MÉTODOS: A amostra deste estudo, de corte transversal, foi composta por 695 rapazes, retirados da população de jovens, com 18 anos de idade, em processo de alistamento militar. As variáveis do estudo foram: classe socioeconômica, estado civil, escolaridade, trabalho, tabagismo, consumo de álcool, estresse, prática de atividade física habitual e autoavaliação da saúde. Para análise dos dados realizaram-se os testes da razão de verossimilhança e regressão logística hierarquizada. 
RESULTADOS: Verificou-se associação entre autoavaliação positiva da saúde com maior escolaridade (OR = 3,38; IC 95%; 1,83-6,23) e não tabagismo (OR = 3,42; IC 95%; 1,69-6,92). Na análise ajustada para as variáveis sociodemográficas - escolaridade (mais que oito anos de estudo) (OR = 3,05; IC 95%; 1,63-5,73) e não ser fumante (OR = 3,03; IC 95%; 1,47-6,25), permaneceram associados à autoavaliação positiva da saúde. 
CONCLUSÃO: Os achados apontam para a necessidade de enfatizar outros fatores comportamentais associados à autoavaliação da saúde em jovens do sexo masculino.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-86922013000100001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.