Fatores Motivacionais em Paratletas com Deficiência Visual e Motora Praticantes de Natação e Atletismo

Por: , Gilmário Ricarte Batista, Gledson Tavares de Amorim Oliveira e Petrus Gantois Massa Dias dos Santos.

Conexões - v.11 - n.1 - 2013

Send to Kindle


Resumo

Diversas modalidades esportivas buscaram se adaptar com o intuito de agregar um maior número de pessoas com deficiência física a sua prática, nesse contexto o estudo da motivação é um dos que mais ganha espaço na Psicologia do Esporte. O objetivo deste estudo foi verificar os fatores motivacionais em paratletas com deficiência visual e motora praticantes de natação e atletismo. O estudo caracteriza-se como descritivo, de delineamento transversal. A amostra foi composta por 30 paratletas do sexo masculino, idade (34,1±7,9 anos), portadores de deficiência visual e motora, praticantes de natação (n=13) e de atletismo (n=17). O instrumento utilizado foi o Questionário de Motivação para Atividades Desportivas (QMAD). Foi verificado que o domínio “Atividade em Grupo” apresentou maior escore para a modalidade natação (83,3±11,8) e atletismo (78,9±19,6). Através do teste de Mann Withney foi verificado que os paratletas da natação (81,4±6,7) se diferenciaram significativamente dos paratletas de atletismo (75,5±7,5) no domínio “Status” (p<0,05), demonstrando que os nadadores foram mais incisivos nas questões relacionadas aos aspectos como, ganhar, fazer alguma coisa em que se é bom, receber prêmios, ter a sensação de ser importante, ser conhecido e ser reconhecido e ter prestígio, uma vez que participam da prática esportiva de alto rendimento

Endereço: http://fefnet178.fef.unicamp.br/ojs/index.php/fef/article/view/760

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.