Feedback Auto-controlado e Aprendizagem de Uma Habilidade Motora Discreta em Idosos

Por: Franklin L. de Medeiros, José F. G. Schild, Mariângela R. Afonso e Suzete Chiviacowsky.

Revista Portuguesa de Ciências do Desporto - v.6 - n.3 - 2006

Send to Kindle


Resumo

RESUMO O objetivo do presente estudo foi comparar os efeitos da frequência de conhecimento de resultados (CR) auto-controlada e externamente controlada na aprendizagem de uma habilidade motora discreta em idosos. Vinte e dois idosos na faixa etária de 60 a 76 anos de idade foram utilizados como sujeitos, distribuídos em dois grupos em relação aos diferentes tipos de controle de frequência de CR utilizada: auto-controlada ou externamente controlada. A tarefa consistiu em arremessar um implemento em um alvo. A hipótese testada é que sujeitos que praticam com frequências auto-controladas de CR obtêm maior aprendizagem do que sujeitos que praticam com frequências externamente controladas, conforme resultados anteriores com adultos. A análise dos dados foi realizada através da ANOVA One-way, utilizando-se o pacote estatístico SPSS. Os resultados mostraram forte tendência de superioridade para o grupo com CR auto-controlado, embora a diferença não seja significativa. Palavras-chave: aprendizagem motora, feedback, frequência autocontrolada, idosos.

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.