Fff Versão 2.0.: Uma Possível Actualização dos Três Fs do Estado Novo

Por: Cláudia Fernandes.

FuLia - v.3 - n.1 - 2018

Send to Kindle


Resumo

Em Portugal, ao longo da contemporaneidade, a relação entre política e futebol foi tendo diversas abordagens, servindo diferentes interesses e veiculando várias causas. A associação comum dos FFF: Fado, Fátima e Futebol ao Estado Novo ficou bastante enraizada na memória colectiva como uma forma de manipulação do povo, mas na verdade foi mais do que isso, pois acabou por ser uma manobra útil de política internacional. Passados estes anos todos, a improvável conjugação dos três Fs voltou a formar-se de modo completamente tão surpreendente como vitoriosa. No entanto, até que ponto isso poderá espelhar-se na cena política actual, poderá falar-se de uma nova versão do velhinho mote Fado, Fátima e Futebol ou será que estamos diante de um novo paradigma cultural? Houve aproveitamento político ou será que o sucesso dos FFF, nomeadamente o futebol, reflectem um cenário político novo?

Referências

CLEVELAND, Todd. Following the Ball: African Soccer Players, Labor Strategies and Emigrantion across the Portuguese Colonial Empire, 1949- 1975. Cadernos de Estudos Africanos, Lisboa, n. 26, p. 15-41, 2013.

COELHO, João Nuno. A excessiva importância social e política que damos ao futebol é ditatorial e asfixiante. Público, 20.06.2004. Disponível em: https://bit.ly/2KevYop. Acesso em: 13 jan. 2018.

COELHO, João Nuno. “Vestir a camisola” – jornalismo desportivo e a selecção nacional de futebol. Media & Jornalismo, p. 27-39, 2004.

DOMINGOS, Nuno; NASCIMENTO, Augusto. Em torno das práticas desportivas em África. Cadernos de Estudos Africanos, Lisboa, n. 26, p. 7-12, 2013.

DOMINGOS, Nuno. O futebol Português em Moçambique como memória social. Cadernos de Estudos Africanos, Lisboa, n. 9/10, p. 113-127, 2006.

MARTINS, Christiana. O futebol português desdramatiza o preconceito. Expresso, 13.07.2016. Disponível em: https://bit.ly/2Hs2fuJ. Acesso em: 13 jan. 2018.

TAVARES, Rui. Habituem-se. Público, 15.05.2017. Disponível em: https://bit.ly/2Hs2INs. Acesso em: 13 jan. 2018.

TEIXEIRA, Olga. 25 de Abril: como fintar a censura numa crónica de um jogo. Mais Futebol. 24.04.2004. Disponível em: https://bit.ly/2Fge3KB. Acesso em: 13 jan. 2018.

TIESLER, Nina Clara; COELHO, João Nuno. O futebol globalizado: uma perspectiva luso-cêntrica. Análise Social, Lisboa, n. 179, p. 313-343, 2006.

TIESLER, Nina Clara. Diasbola: Futebol e emigração portuguesa. Etnográfica, n. 16 (1), p. 77-96, 2012.

VALENTE, Vasco P. A geringonça. Público, 31.08.2014 Disponível em: https://bit.ly/2KfTu4A. Acesso em: 13 jan. 2018.

BARBOSA, Rafael. Nunca houve ninguém tão popular como Marcelo. Jornal de Notícias. Disponível em: https://bit.ly/2FhahR1. Acesso em: 13 jan. 2018.

ANTUNES, Sara. PS continua a crescer e PSD estabiliza. Jornal de Negócios. Disponível em: https://bit.ly/2Hs4FVP. Acesso em: 13 jan. 2018.

s/a. Futebol no Estado Novo. Jornal Record, 26.04.2014. Disponível em: https://bit.ly/2FfjVUr. Acesso em: 13 jan. 2018.

VÍDEOS

Anúncio publicitário: Sagres, A nossa selecção: Disponível em: https://bit.ly/2HOOHJ8. Acesso em 13 jan. 2018.

Anúncio publicitário: Sagres, Somos selecção: Disponível em: https://bit.ly/2KajXAp. Acesso em 13 jan. 2018.

Lambertini, Miguel. “Ganhar os dois”. Disponível em: https://bit.ly/2Kcjde6. Acesso em 13 jan. 2018.

Vídeo motivacional para a selecção nacional: Disponível em: https://bit.ly/2qYmfde. Acesso em 13 jan. 2018.

 

Endereço: http://www.periodicos.letras.ufmg.br/index.php/fulia/article/view/13260

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.