Fisiologia do Exercício

Por: Attila Jozsef Flegner, , Maurício Rocha e .

Atlas do Esporte no Brasil.

Send to Kindle


Resumo

A Missão Militar Francesa de Joinville Le Point, que implantou os primeiros cursos de Educação Física no Brasil, ao final da década de 1920, deixou organizado o Curso de Medicina Aplicada à Educação Física e Desportos, no âmbito da Escola de Educação Física do Exército-EsEFEx do Rio de Janeiro. Inicialmente restrito a médicos militares – de 1932 a 1938 – este curso pioneiro foi aberto a civis em 1939. Antes de 1932, a EsEFEx formara cinco médicos em seu curso de Educação Física, sendo este os primeiros especializados do país na área esportiva (Pini, 1983). A década de 1940 e anos seguintes encontraram o Curso de Medicina do Esporte regularizado, ministrado anualmente sob a liderança de Waldemar Areno na antiga Escola Nacional de Educação Física e Desportos – ENEFD, Universidade do Brasil, no Rio de Janeiro, que atingiu destaque profissional, nacional e internacional, principalmente na América Latina. Já na década de 1960 o desenvolvimento da área caracterizou-se por articulações com profissionais relacionados ao esporte, possibilitando contatos paralelos entre médicos especializados e licenciados em Educação Física. Entre os destaques geralmente citam-se o II Congresso Luso-Brasileiro de Educação Física, Rio de Janeiro, 1963, organizado por Jair Jordão Ramos e o Curso de Introdução à Moderna Ciência do Treinamento Desportivo, 1968, dirigido por Lamartine Da Costa. Neste último, em particular, em que se destacou a metodização científica do treinamento esportivo pela primeira vez no Brasil, houve a participação dos médicos especialistas José Fraccaroli, José Rizzo, Mauricio Rocha, Luiz dos Santos e Marcelo Viveiros. Na década de 1970 houve continuidade, no intercâmbio entre professores de Educação Física e médicos, já incluindo a participação de especialistas do exterior, como Kenneth Cooper e Philip Rasch em evento de 1972, e Bruno Balke e Per Olof Astrand em 1973, autoridades de realce no campo das atividades físicas, à época. Em termos de Fisiologia de Exercício,o principal destaque da década de 1970, seja pelo seu momento histórico ou por sua propagação, foi representado pelo Prof. Dr. Maurício José Leal Rocha. Poliglota e sob forte influência escandinava, produziu teses de livre docência, instalou laboratórios, desenvolveu projetos e formou pesquisadores na área. Desde este início no Brasil, a Fisiologia do Exercício teve caráter multiprofissional – mormente Medicina e Educação Física – e multidisciplinar, agregando ou trabalhando em associação com várias subáreas afins, tais como cineantropometria, termorregulação e treinamento esportivo.

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.