Flexibilidade na Terceira Idade: Um Relato de Experiência

Por: Ana Gabriela Alves Medeiros, Carine Aparecida Souza Bastos e Heliston Santos Soares.

XX Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte e VII CONICE - CONBRACE

Send to Kindle


Resumo

Este estudo incide em um relato de experiência de propósito descritivo, apresentando aspectos vivenciados no programa Universidade Aberta à Terceira Idade (UATI), durante as intervenções do estágio na Universidade do Estado da Bahia (UNEB - Campus XII). O público alvo foram 36 pessoas na terceira idade do município de Guanambi-BA. O critério de inclusão foi ter realizado as avaliações de flexibilidade no início e final da intervenção, através do banco de Wells (NAHAS, 2013). As aulas eram realizadas com 20 minutos iniciais de alongamento e auto liberação miofascial, posteriormente a prática da hidroginástica, com duração de 50 minutos em três encontros semanais. Diante das intervenções realizadas no programa UATI identificou-se que os exercícios de liberação miofascial associado com o alongamento e a prática da hidroginástica aumentou consideravelmente a amplitude articular, ou seja, a flexibilidade dos participantes. Todavia, faz-se necessário realizarmos outros estudos acerca destas práticas corporais.

Endereço: http://congressos.cbce.org.br/

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.