Força de Preensão de Mão e Flexibilidade em Atletas Masculinos de Judô e Jiu-jitsu: Um Estudo Transversal

Por: Amauri Gouveia, Italo Sergio Lopes Campos e Yan Sobral Campos.

Revista de Educação Física - Centro de Capacitação Física do Exército - v.1 - n.1 - 2019

Send to Kindle


Resumo

Introdução: Esportes de combate de domínio como o judô e o jiu-jitsu apresentam algumas características comuns entre si. Entre elas, a manutenção de pequena distância entre os oponentes para executar a dinâmica da luta e a exigência de ações motoras específicas para a execução de movimentos de agarrar, empurrar e imobilizar em curto espaço.

Objetivo: Comparar a força de preensão manual e a flexibilidade de atletas de judô e de jiu-jitsu com vista a identificar possíveis diferenças neuromusculares em tais modalidades.

Métodos: Estudo transversal e observacional, em que foram avaliados 33 atletas do sexo masculino, com idades variando entre 18 e 30 anos, recrutados por conveniência e divididos em dois grupos segundo modalidade esportiva judô (JD) e jiu-jitsu (JJ). Os atletas foram submetidos à medidas antropométricas de massa corporal, estatura e Índice de Massa Corporal (IMC) e testes motores de força de preensão manual (FPM) e flexibilidade. A comparação entre os grupos foi realizada através de ANOVA de uma via para cada quesito (p<0,05).

Resultados: Os grupos apresentaram valores muito próximos, com valores mais elevados tanto para o IMC como para a FPM em atletas de JD e da flexibilidade em atletas de JJ. A análise estatística demonstrou que existe uma diferença significativa apenas para o item flexibilidade.

Conclusão: A FPM não diferiu significativamente entre atletas de JD e JJ. Quanto à flexibilidade, atletas de JJ apresentam valores estatisticamente superiores aos atletas de JD. Os resultados foram discutidos.

Endereço: http://177.38.96.106/index.php/revista/article/view/763

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.