Força Muscular e Variáveis Sociodemográficas, Estilo de Vida e Condições de Saúde em Idosos de Uma Comunidade do Sul do Brasil.

Por: Susana Cararo Confortin.

2013 28/02/2013

Send to Kindle


Resumo

Susana C. C. Força muscular e variáveis sociodemográficas, estilo de vida e condições de saúde em idosos de uma comunidade do sul do Brasil. Florianópolis; 2013. [Dissertação de Mestrado – Programa de Pós-Graduação em Educação Física da UFSC]
Objetivo: Analisar a associação entre força muscular, variáveis sociodemográficas, estilo de vida e condições de saúde em idosos de uma comunidade do sul do Brasil, de acordo com o sexo. Métodos: Trata-se de estudo epidemiológico transversal, de base domiciliar, que abrangeu 477 idosos (≥60 anos) por meio de amostra probabilística, do município de Antônio Carlos/SC. A força muscular foi analisada por meio dos testes de força de preensão manual (FPM) (dinamômetro) e força muscular de membros inferiores (FMMI) (“levantar e sentar de uma cadeira”). As variáveis explanatórias foram idade; saber ler e escrever (sim/não); arranjo familiar (sozinho/acompanhado); tipo de trabalho ao longo da vida (agricultura/outros); condição de trabalho (sim/não), tabagismo (nunca fumou/ex-fumante e fumante atual); tempo sentado (≤4/ 4-5/ ≥6 horas/dia); número de morbidades (0-2/3+); sofrer quedas (sim/não); estado cognitivo (alterado/normal). A regressão de Poisson (Razão de prevalência [RP] e IC 95% [intervalo de confiança]) foi usada para analisar os dados. Resultados: Foram analisados 270 mulheres (73,2 ±8,82 anos) e 207 homens (73,3 ±8,96 anos). A frequência de FPM inadequada e FMMI inadequada foi de 18,8% (IC95%%: 13,8-23,7) 29,8% (IC95%%: 23,9-35,6) no sexo feminino, respectivamente. Em ambos os testes, a força inadequada foi associada à idade, a não trabalhar e ao estado cognitivo alterado; e a sofrer quedas, no teste de FMMI. Nos homens, a FPM inadequada foi de 19,0% (IC95%: 13,3-24,8) e a FMMI inadequada foi de 25,3% (IC95%: 18,9-31,7) e foram associadas à idade, a não saber ler e escrever, a relatar 3 ou mais morbidades. A FMMI inadequada também foi associada a trabalhar na agricultura ao longo da vida, a não trabalhar, à nunca fumar e ao estado cognitivo alterado. Conclusão: Os fatores associados à força muscular são específicos ao teste e ao sexo. Os fatores associados à FPM são idade, não trabalhar e o estado cognitivo; e sofrer quedas com a FMMI, nas mulheres. Nos homens, a idade, não saber ler e escrever, relatar 3 ou mais morbidades foram associados à FPM e FMMI inadequadas; e trabalhar na agricultura ao longo da vida, não trabalhar, nunca fumar e estado cognitivo alterado foram associados à FMMI inadequada. Visto que estas medidas tem estreita relação com a saúde
dos indivíduos e se configuram como métodos simples, poderiam ser inseridos na prática da Estratégia Saúde da Família.

Endereço: http://ppgef.ufsc.br/

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.