Força, Potência e Desempenho dos Membros Inferiores no Skate: Um Estudo Exploratório

Por: Cláudia Tarragô Candotti, Gustavo Becker Delwing, Jefferson Fagundes Loss, Matias Noll, Mônica de Oliveira Melo, e Ricardo Barreto Teixeira.

Revista Brasileira de Ciências do Esporte - v.34 - n.3 - 2012

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi identificar a relação entre a altura atingida ao realizar a manobra Ollie e a força e potência muscular dos membros inferiores de skatistas iniciantes. Dez praticantes da modalidade Street, com no mínimo dois anos de experiência e participantes de competições nas categorias Iniciante, Amador II or Amador I foram submetidos a três testes: (1) contração voluntária máxima dos músculos extensores do joelho e quadril; (2) testes de salto vertical, Counter Movement Jump (CJ) e Squat Jump (SJ) e (3) a altura máxima atingida durante a manobra Ollie. Os resultados demonstram que a manobra Ollie (p <0,05) é explicada pela potência estimada com o CJ (76,3%) e pela força máxima dos músculos extensores do joelho (50,6%). Estes resultados sugerem que a variável potência está fortemente associada com a performance da manobra Ollie.

Endereço: http://revista.cbce.org.br/index.php/RBCE/article/view/1099

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.