Formação de Professores do Desporto e a Exigência da Complexidade

Por: Ângelo José Muria.

XVII Congresso de Ciências do Desporto e Educação Física dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

Introdução Como “Cuidar da Casa Comum: da Natureza, da Vida e da Humanidade”

Só se “A fomação do HOMEM é a grande missão da Humanidade. E (É) ser a ela que se consagre (a) desde (para) sempre a civilização, em todos os tempos e lugares, com as suas instituições e pelos mais diversos meios”. Jorge Olímpio Bento 

O presente Congreso ao adoptar o tema aglutinador de “cuidar da casa comum…” convida-me a reflectir sobre como formar esse Homen no contexto do Desporto. O Desporto tornou-se hoje a casa comum da Humanidade em todas dimensões da Vida Humana. Refiro-me aos contextos Social, Económico, Polítco, Cultural, Ecológico e Espiritual. Sendo assim, a formação do professor do Educação Física e Desporto (EFD) tende a passar por um debate que demonstre não só a actualidade das investigações nesta área, mas também, a situação de “crise” que ela enfrenta no contexto da formação profissional. A minha discussão centrar-se-á à volta da experiência vivida ao longo dos 32 anos como formador de professores de EFD em Moçambique. A minha tese estará assente sobre a pertinência de mudança do paradigma3 estruturador da formação do professor de EFD para o de formação do professor do Desporto.

Endereço: http://cev.org.br/biblioteca/cuidar-da-casa-comum-da-natureza-da-vida-da-humanidade-oportunidades-e-responsabilidades-do-desporto-e-da-educacao-fisica-vol-1/

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.