Formação e Inserção no Mercado de Trabalho da Educação Física: Alguns Indicativos a Partir dos Questionários dos Egressos da Universidade Estadual Paulista- UNESP/RC

Por: R. G. Fonseca e S. Souza Neto.

IX Congresso Internacional de Educação Física e Motricidade Humana XV Simpósio Paulista de Educação Física

Send to Kindle


Resumo

Os egressos representam o elo entre a universidade e a sociedade. São pessoas que passaram por todo o processo de formação profissional, vivenciaram as disciplinas e as atividades acadêmicas, mas também tiveram os primeiros contatos com os setores de intervenção, possibilitando construir referências para o início de sua trajetória profissional. Por este motivo, a avaliação institucional com egressos tem sido um campo de muita importância para o estudo e a implementação das políticas de capacitação profissional e para a análise da vida universitária frente às demandas da sociedade. Neste cenário, a Educação Física figura como uma das áreas de maior pluralidade de campos de atuação. As possibilidades de intervenção permeiam tanto a dimensão educacional quanto os campos da saúde, do fitness e do esporte, ressaltando a necessidade contínua do planejamento e readequação dos processos de ensino e aprendizagem, principalmente no que diz respeito à preparação do profissional para a carreira. Por este motivo, tivemos como objetivo levantar indicativos sobre a condição da formação e da inserção profissional por meio dos questionários de ex-alunos da graduação aplicados pela UNESP-RC. Os questionários são aplicados a todos os alunos egressos no momento da retirada dos diplomas, a fim de auxiliar na elaboração de diretrizes para o planejamento das ações nos cursos de graduação da Unesp. Os dados dos questionários foram tabulados em Excel versão Professional Plus 2010 e analisados descritivamente. Estudos no campo da Sociologia das Profissões e na área da formação profissional fundamentaram a análise dos dados. Cadastramos o total de 166 questionários institucionais. Segundo os resultados obtidos, grande parte dos egressos levam apenas alguns meses para conseguirem o primeiro emprego e sentem-se satisfeitos profissionalmente, mas não se sentem financeiramente contemplados. No entanto, a capacitação profissional parece ser o propulsor da trajetória profissional. Grande parte dos egressos foi contemplada com bolsas de estudos no decorrer de sua formação profissional e avaliam ser relevante o incentivo nas diversas modalidades, principalmente na extensão e na iniciação científica. Como reflexo mais de 25% dos egressos estavam matriculados em cursos de mestrado e doutorado e quase 50% pretendiam se matricular em algum curso de pós-graduação (tanto stricto quanto lato sensu). Os resultados também apontam a necessidade de valorizar as avaliações institucionais dos egressos para o delineamento de ações e ajustes nos currículos, nas práticas de pesquisa, nas possibilidades de experiências profissionais e principalmente de preparação para a carreira no campo da Educação Física, amparando tanto os egressos quanto o próprio curso de formação. 

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/10060/10060

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.