Formação Por Competências de Profesores de Educação Física: o Caso de Uma Universidade Chilena

Por: , César Faúndez-casanova, Franklin Castillo Retamal, Marcelo Castillo Retamal e Ricardo Souza de Carvalho.

Revista da Educação Física - UEM - v.30 - n.1 - 2019

Send to Kindle


Resumo

No Chile, a formação de professores de educação física tem sido tradicionalmente baseada em modelos higienistas, dentro do paradigma biométrico. Devido às mudanças sociais e às necessidades do país, é incentivada a implantação de modelos reflexivos de prática profissional na capacitação de professores em Educação Física. Na Universidade Católica de Maule (UCM), é desenvolvido o modelo baseado em competências profissionais na formação de professores de Educação Física, no qual os possíveis domínios de desenvolvimento são determinados identificando o conhecimento mínimo articulado de forma transversal realizando ajustes verticais por meio dos diferentes módulos semianuais e horizontais ao longo do itinerário formativo. Esta proposta tem se colocado como de sucesso, mas o trabalho por competências ainda carece de maior entrosamento didático e ajustes curriculares, fato este normal dentro de qualquer proposta de formação profissional, ou seja, a revisão continuada.

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/42818

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.