Formação de Professores e Cultura Digital: observando Caminhos Curriculares Através da Mídia-educação

Por: Paula Bianchi.

291 páginas. 2014 12/12/2014

Send to Kindle


Resumo

No âmbito da expansão do ensino superior no Brasil e do contexto educacional perpassado pelas TICs, a pesquisa buscou compreender como cursos de licenciatura de universidades federais recém-criadas na região Sul do país tematizam em seus currículos dimensões da mídia-educação. O campo de estudo foram os cursos de Pedagogia(Universidade Federal da Fronteira Sul –campusChapecó/SC), Ciências da Natureza (Universidade Federal da Integração Latino-Americana –campus Foz do Iguaçu/PR) e Educação Física (Universidade Federal do Pampa –campus Uruguaiana/RS). O trabalho de campo foi constituído por duas etapas: na primeira, buscamos reunir informações pertinentes às instituições e aos cursos de formação de professore s oferecidos por estas. Na segunda etapa, houve o acompanhamento de atividades acadêmico-pedagógicas desenvolvidas no âmbito das TICs e a realização de entrevista com os formadores que apresentavam relação com a temática de estudo. Para o relato e interpretação dos resultados, foram procedidas as seguintes etapas: descrição dos documentos institucionais e das observações; e transcrição e análise de conteúdo das entrevistas, que foi discutido em três categorias. Por fim, o último capítulo, envolveu a análise em torno de três eixos. A partir da pesquisa, foi possível observar que: (a) os documentos institucionais estudados apontam uma disparidade entre a dimensão pedagógica e a dimensão tecnológica, com evidente predominância da atenção à aquisição e distribuição
de equipamentos e à infraestrutura básica das TICs; (b) quanto às práticas pedagógicas com as TICs, os professores utilizam cada vez mais as ferramentas tecnológicas,sobretudo como suporte para a transmissão de conteúdos, embora a inovação tecnológica em si mesma não seja suficiente para alterar o cenário pedagógico; (c) a inserção curricular da temática das TICs ocorre principalmente por meio disciplinar; (d) são restritas as experiências pedagógicas envolvendo as TICs na perspectiva crítica e expressivo- produtiva da mídia-educação; (e) formações continua das oferecidas pelas instituições aos formadores de professores na temática das TICs são poucas, e, quando ofertadas, priorizam o ensino de competências técnicas para o uso das ferramentas tecnológicas. Por fim, a pesquisa mostrou que as novas gerações de professores formadas pelos currículos dessas universidades não estão sendo preparadas para problematizar as questões das TICs e da cultura digital nos currículos escolares.

Endereço: http://ppgef.ufsc.br/

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.