Formação de Professores de Educação Física Para Atuação na Educação Básica :o Que Dizem os Professores Formadores

Por: Joana Paulin Romanowski e Marilena Kerscher Pacheco.

171 páginas. 2011 20/08/2011

Send to Kindle


Resumo

Esta pesquisa objetivou analisar um curso de Educação Física, em uma Instituição de Ensino Superior (IES) localizada na cidade de Curitiba (Paraná), verificando as particularidades destacadas na formação dos novos professores para atuação na Educação Básica considerando os relatos dos professores formadores deste curso, geradas a partir do Parecer CNE/CP nº 09/2001 e da Resolução CNE/CES nº 01/2002. Foram examinadas: as concepções dos formadores, a relação teoria e prática, a formação para a inclusão, enfim a formação do professor de Educação Física que irá atuar na Educação Básica. Diante destas determinações legais o curso foi reestruturado em duas modalidades: Licenciatura e Bacharelado. A metodologia da pesquisa é de abordagem qualitativa e para o levantamento dos dados foram realizadas entrevistas do tipo semiestruturada. As falas das entrevistas foram textualizadas. A pesquisa apoia-se nos referenciais de Diniz-Pereira (1999, 2000), Taffarel (2001, 2006), Dias-da-Silva (2008), Martins (2000, 2003, 2007), Martins e Romanowski (2010), Romanowski (2007), Romanowski e Wachowicz (2003, 2005), Romanowski e Martins (2009), Garanhani (2008), Roldão (2007), Fazenda (1993, 2002), Mantoan (2003), Pimenta (1997, 1999, 2008), Steinhilber (2006), Gamboa (2010), Candau (2000), Caparroz (2007), Figueiredo (2004, 2009), Gatti e Barreto (2009). Após análise dos relatos dos professores e das fontes estudadas verificou-se que as reformulações realizadas no curso de Licenciatura rearticularam o currículo e a carga horária do mesmo. A maioria dos professores formadores se mostrou favorável a separação do curso, seguindo uma concepção de formação mais centrada e específica aos conteúdos pedagógicos e seus aprofundamentos metodológicos para uma preparação dos futuros professores que exercerão a função docente na Educação Básica. A relação teoria e prática ocorre durante as aulas, mas com maior ênfase na Estágio de modo a auxiliar o aluno em seu processo formativo, fazendo com que ele tenha uma interação maior com a escola, em suas diferentes modalidades de ensino e acontece no decorrer do curso. Verificou-se que apesar de ter ocorrido a separação das áreas: Licenciatura e Bacharelado, no curso de Educação Física, a mesma é polêmica no meio acadêmico e estudantil existindo uma diferenciação de interesses entre o Conselho de Educação Física CONFEF/CREF e a Executiva Nacional dos Estudantes - EXNEEF, que luta pela reunificação do curso, a fim de criar a Licenciatura Ampliada em Educação Física.

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.