Formação Profissional e Reformulação Curricular: Para Onde Caminham os Cursos de Graduação em Educação Física da IFES?

Por: .

IX Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte - CONBRACE

Send to Kindle


Resumo

A conjuntura atual relacionada com a luta pela superação do modelo sócio-econômico, a necessidade de trabalhar coletivamente para melhorar nossa qualidade de vida em geral, nos obriga a procurar novas formas de relacionamento humano na busca da ética na política, da qualidade no Ensino, da interdisciplinaridade, da cooperação e da solidariedade como fontes e mecanismos capazes de contribuir com a superação das dificuldades que nos rodeiam. Nesse contexto, podemos verificar que o Currículo deixou de ser aquele veículo tradicional de transmissão de informações que devem ser passiva e autoritariamente assimiladas pelos alunos. Hoje, é um campo contestado porque a comunidade percebe que determinadas teorias e propostas práticas não satisfazem as necessidades da realidade concreta, e começa a rejeitar as atitudes individuais ou coletivas de autoridades e docentes (de todos os níveis de ensino), que procuram impor visões e significações de impacto social que já não refletem as exigências atuais da educação e da sociedade. O objetivo deste trabalho é apresentar, para análise e discussão, uma série de princípios normatizadores de currículo surgidos da análise metodológica da realidade no interior do Colegiado de Curso da Licenciatura em EF da Universidade Federal de Uberlândia, que poderão, no nosso entender, contribuir com a busca de reformulação curricular numa perspectiva crítica e transformadora, considerando as características conjunturais de caráter político e pedagógico das IFES no Brasil.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.