Fracos e Fortes com Seus Ganchos e Bombadões: a Representação Social dos Praticantes do Jogo Queimado na Educação Física Escolar

Por: Carlos Henrique de Vasconcellos Ribeiro.

155 páginas. 2000

Send to Kindle


Resumo

Esta pesquisa encontra-se inserida no âmbito dos estudos sobre a linha de pesquisa Representações Sociais da Educação Física, Esporte e Lazer, do curso de Pós-Graduação em Educação Física da Universidade Gama Filho, Rio de Janeiro. Este estudo teve como foco central investigar o cotidiano escolar de alunos da rede estadual de ensino, verificando quais são as representações sociais que esses atores têm a partir de sua adesão e prática do jogo Queimado, um jogo popular largamente difundido na cidade de Niterói-RJ em aulas de Educação Física. O suporte teórico para a compreensão do fenômeno social jogo em nossa sociedade foram as obras de Huizinga (1996), Caillois (1990), Parlebas (1987, 1988, 1996) e Elias (1970, 1992, 1994). Os objetivos destes estudos foram (1) investigar como circulam os saberes e como se criam os espaços para o queimado, enquanto jogo popular, dentro do convívio e interação dos atores sociais na instituição escolar; e (2) compreender, a partir do discurso de alunos,como se constroem os conhecimentos do senso comum, do saber cotidiano, que é compartilhado, produzido e reproduzido nas ações dos jogadores, a partir de sua adesão a este jogo. A investigação foi do tipo exploratória, seguindo uma abordagem qualitativa sobre os dados analisados, com atenção voltada para o discurso dos atores, bem como suas práticas sociais. Os instrumentos utilizados para a coleta de dados foram: a entrevista semi-estruturada e o diário de campo que servia para as anotações e descrições do ambientes investigados. O suporte teórico-metodológico das Representações Sociais e da Análise do Discurso foram os instrumentais utilizados para a apreensão dos sentidos captados na falas dos entrevistados visto que é na contradição e na ambigüidade que os sujeitos deslizam por diferentes papéis sociais na prática desse jogo. Concluímos que a prática deste jogo está vinculada a distintos acordos coletivos e que é no respeito às regras e autocontrole que o contrato lúdico se torna possível, para os jogadores que assumem os papéis de liderança e obediência na ação do queimado.

Endereço: http://www.nuteses.temp.ufu.br/tde_busca/processaPesquisa.php?pesqExecutada=2&id=1920&listaDetalhes%5B%5D=1920&processar=Processar

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.