Freqüência Absoluta e Relativa do Conhecimento de Resultados na Aprendizagem de Uma Habilidade Motora em Crianças

Por: Suzete Chiviacowsky.

Kinesis - n.14 - 1994

Send to Kindle


Resumo

O presente estudo teve como objetivo verificar os efeitos da variação das frequências absoluta e relativa do conhecimento de resultados (CR) na aprendizagem de uma habilidade motora em crianças. Participaram do experimento 80 crianças, na faixa etária de 10 anos de idade, distribuídas em 4 grupos de 20 sujeitos de acordo com as condições de frequência de CR. O delineamento experimental abrangeu duas fases: aquisição e transferência. Na fase de aquisição, os grupos receberam CR de acordo com as seguintes condições de frequência: 100%, 66%, 50% e 33%. Foi utilizada a análise de variância a dois fatores (grupos X blocos), com medidas repetidas no último fator, nas duas fases do estudo, utilizando as médias em blocos de 5 tentativas. Os resultados na fase de transferência demonstraram uma diferença significante (p < 0,05) a favor do grupo que praticou, na fase de aquisição, com uma frequência relativa de 33% de CR. Os resultados permitem concluir que frequências relativas altas de CR podem não ser efetivas para a aprendizagem, de acordo com a hipótese de orientação, por não desenvolver a capacidade de detecção e correção de erros de forma eficiente e, também, contradizem conclusões anteriores de que fornecer mais feedback é melhor para a aprendizagem.

Endereço: http://cascavel.ufsm.br/revistas/ojs-2.2.2/index.php/kinesis/article/view/8304

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.