Freqüência Cardíaca Como Fator de Interferência na Ansiedade de Bailarinos Profissionais em Espetáculos de Dança

Por: Fátima Nogueira Gonçalves de Sousa.

IX Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

A dança pode ser entendida como uma interpretação de movimentos e ritmos inerentes ao ser humano. Sendo tão antiga quanto o homem, aos poucos ela foi submetida a novas concepções, modificando sua característica básica de movimentos naturais e instintos do corpo, colocando o homem diante de técnicas e formas de dança específicas, conhecidas por"danças espetaculares", que envolvem as danças clássica, moderna, contemporânea e jazz. Atual mente permanece sendo uma das formas de expressão de vários acontecimentos que marcaram e continuarão marcando época, dando um grande salto ao abandonar seus valores tradicionais em busca de uma dança mais contextualizada, abordando conteúdos sociais, políticos, morais, fisiológicos, psicológicos, dentre outros. A mudança dosválòrés tradicionais da dáriçà podeíevar ó bailarino á situações diversas, inclusive noquese refere à ansiedade. Em situação de ansiedade poderá haver alterações na freqüência cardíaca, que interferem no seu desempenho. Deve-se salientar que a freqüência cardíaca está associada ao sistema nervoso autônomo e não pode ser controlada, pois é inerente ao ser humano. Portanto, qualquer variação dela provocada por situações de ansiedade ocorre involuntariamente, não estando sobo controle do bailarino.

Ver Arquivo (PDF)

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.