Frequência de Dor Lombar em Grávidas Atendidas em Postos de Saúde da Zona Oeste do Município do Rio de Janeiro.

Por: Eliane de Oliveira Guedes de Aguiar.

81 páginas. 2007

Send to Kindle


Resumo

A lombalgia é uma queixa comum entre as gestantes. No presente estudo se objetivou perceber se a dor lombar está relacionada com a Idade Gestacional. Apesar de comum a lombalgia deve ser tratada e não encarada como conseqüência normal da gestação, pois é um problema que gera uma grande repercussão à saúde da mulher no período gravídico-puerperal. Participaram deste estudo 163 gestantes, à partir do 2º trimestre de gravidez, com idade entre 18 e 36 anos, moradoras na Zona Oeste do Município do Rio de Janeiro. Os dados foram coletados através de um questionário fechado adaptado do Quebec Back Pain Dasability Scale, onde se pôde perceber uma alta freqüência de lombalgia na amostra (I = 79,14%). Através do Teste Qui-quadrado não se encontrou relação entre a freqüência da dor lombar e a Idade Gestacional (χ2 0,05;8 = 8,578; p = 0,379). Os dados obtidos revelaram que um número significativo de mulheres entrevistadas apresentava dor lombar durante a gestação, independente da IG. Embora a maioria das entrevistadas tenha referido dor lombar em algum período, poucas procuraram atendimento médico ou fizeram algum tipo tratamento. Através dos resultados constatou-se que a dor lombar nas gestantes estudadas, gera um grande desconforto e afeta nas suas atividades de vida diária, por isso se faz necessário uma ampla discussão multiprofissional sobre a lombalgia no período gravídico-puerperal.

Endereço: http://www.nuteses.temp.ufu.br/tde_busca/processaPesquisa.php?pesqExecutada=2&id=2239&listaDetalhes%5B%5D=2239&processar=Processar

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.