Frequência de Sintomas de Asma e de Redução da Função Pulmonar Entre Crianças e Adolescentes Nadadores Amadores

Por: Carlos Roberto Ribeiro Carvalho, Celso Ricardo Fernandes de Carvalho, Leonardo Carlos Araujo Santos, Raquel Calvo Gonçalves e Telma Antunes.

Jornal Brasileiro de Pneumologia - v.35 - n.3 - 2009

Send to Kindle


Resumo

Objetivo: Investigar a frequência de sintomas de asma entre crianças e adolescentes nadadores amadores e descrever o tratamento clínico entre as crianças asmáticas em um clube esportivo privado na cidade de São Paulo. Métodos: Foram incluídos no estudo 171 nadadores amadores de 6 a 14 anos de idade. Todos os participantes ou seus responsáveis foram solicitados a responder o questionário International Study of Asthma and Allergies in Childhood (ISAAC), e 119 realizaram prova de função pulmonar em repouso. Resultados: A frequência geral de sintomas de asma (ISAAC ≥ 6 pontos) entre os nadadores foi de 16,8%. Entre os 119 nadadores que realizaram a espirometria, 39 (32,7%) apresentaram alterações espirométricas (VEF1 /CVF < 0,75). Entre os sujeitos com escore ISAAC ≥ 6, 10 (31,2%) alegaram não realizar nenhum tipo de tratamento para a doença. Daqueles que afirmaram realizar tratamento medicamentoso, 24% faziam uso de broncodilatadores mas não de corticosteroides. Conclusões: A frequência de sintomas de asma e de alterações da função pulmonar em nadadores amadores de 6 a 14 anos foi elevada. Além disso, uma proporção considerável destes atletas não recebia tratamento. Descritores: Asma/terapia; Asma/diagnóstico; Criança; Natação; Exercício.

Endereço: http://www.jornaldepneumologia.com.br/sumario.asp?ed=84

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.