Funk: a Linguagem do Jovem na História da Dança Brasileira

Por: Ana Paula de Oliveira Ferreira.

IV Encontro Nacional de História do Esporte, Lazer e Educação Física - CHELEF

Send to Kindle


Resumo

Os movimentos atuais de cultura grupai , em particular , os "funkeiros" através de suas músicas e danças , geram mecanismos de presença e imposição na sociedade como uma forma de tentarem se estabelecer enquanto grupo .E nesta busca por espaços o sistema escolar tem sido visto como ineficaz e sem futuro , a Educação Física, nestas circunstâncias também tem encontrado dificuldades no trabalho com adolescentes , por não possuir hoje pressupostos para se trabalhar com este grupo de características próprias , cuja a visão corporal torna-o freqüentemente um elemento de subeultura, ainda desconhecida quanto aos tipos de intervenção apropriada. O objetivo do artigo é, através da história do funk e como se projetou no Brasil, desvendar o mundo das representações simbólicas relacionadas ao corpo dos jovens funkeiros, a partir dos tipos de danças apresentadas e sua relação com a origem do samba

Ver Arquivo (PDF)

Tags: ,

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.