Futebóis: Uma Análise do Texto Léxico do Futebol em Português Brasileiro e Inglês Britânico Sob a Perspectiva da Linguística de Corpus

Por: Sabrina Matuda.

332 páginas. 2015 21/09/2015

Send to Kindle


Resumo

O objetivo desta pesquisa foi criar um modelo de glossário de futebol composto por verbetes marcados por diferenças culturais entre o Brasil e a Inglaterra. Partimos da hipótese de que os diferentes jeitos de jogar, a história do futebol em cada cultura, a apropriação cultural das regras na Inglaterra e no Brasil e outros fatores de ordem histórico-social contribuíram para a criação do léxico do futebol em português e inglês. Para conduzir a pesquisa, baseamo-nos na Linguística de Corpus, na Terminologia Textual e na Tradução Técnica como ato comunicativo sujeito a condicionantes culturais, áreas que compartilham o interesse de observar a linguagem real em seu contexto de ocorrência. Recorremos ao conceito antropológico formarepresentação para melhor explicar as diferenças entre o futebol brasileiro e o futebol inglês. O corpus de estudo é comparável e possui 469.765 palavras em português e 600.079 em inglês. Cada subcorpus é composto por cinco categorias de textos: resultados de partidas, descrição de partidas, relatos de partidas com comentários de internautas, notícias sobre compra e venda de jogadores e técnicos e notícias sobre a situação dos times nos campeonatos. O corpus foi submetido à etiquetagem morfossintática por meio do etiquetador Tree Tagger e analisado semi-automaticamente com auxílio do programa WordSmith Tools. Selecionamos dezessete termos e combinatórias léxicas especializadas (CLEs) que são culturalmente marcados e que deram ensejo aos estudos de caso que compõem o modelo de dicionário proposto. A análise desses casos revelou dois aspectos importantes: 1) o futebol brasileiro é frequentemente associado a palavras como drible, criatividade, espontaneidade, habilidade, beleza e ginga, ao passo que o futebol inglês é quase que exclusivamente associado a palavras de força e rapidez; 2) os aspectos histórico-culturais e a história do futebol no Brasil e na Inglaterra influenciaram, de forma direta, a terminologia do futebol em português e inglês, confirmando nossa hipótese. Ao final do trabalho, o modelo de dicionário proposto é apresentado em anexo.
 

Endereço: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8160/tde-11012016-141524/pt-br.php

Ver Arquivo (PDF)

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.