Futebol de Campo e o Equilíbrio Corporal de Crianças

Por: Carlos Bolli Mota, Clarissa Stefani Teixeira, Luiz Fernando Cuozzo Lemos e Rudi Facco Alves.

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.16 - n.3 - 2008

Send to Kindle


Resumo

O futebol é um dos esportes mais praticados no mundo. O seu treinamento provoca diversas alterações físicas em seus praticantes, como, por exemplo, o controle do equilíbrio musculoesquelético. Estudos que relacionam tais variáveis são ainda escassos, principalmente com crianças e adolescentes. Esse trabalho se propôs comparar o equilíbrio de 10 crianças praticantes de futebol com 10 crianças não praticantes, com idade média de 12,3 ± 0,67 e de 12,45 ± 0,49 anos, respectivamente. O equilíbrio corporal foi avaliado através de dados cinético mensurado por uma plataforma de força AMTI (Advanced Mechanical Technologies, Inc.). A coleta foi desenvolvida na condição de olhos abertos, totalizando três tentativas para cada individuo. A duração da coleta foi de 30 segundos, após a estabilização visual do COP, a uma freqüência de 100 Hz. As variáveis analisadas foram a amplitude do centro de força ântero-posterior (COPap) e médio-lateral (COPml). Os resultados mostram diferenças significativas entre o equilíbrio apenas para o COPml em favor dos praticantes de futebol. Os achados são justificados pela variabilidade de movimentações executadas na prática do futebol, movimentos que são considerados treinamento natural da estabilidade corporal.

Endereço: http://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/919

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.