Futebol e Mercado em Belo Horizonte: o Profissionalismo e a Construção do Mineirão (1933-1965)

Por: Georgino Jorge de Souza Neto e Sarah Teixeira Soutto Mayor.

Recorde: Revista de História do Esporte - v.11 - n.2 - 2018

Send to Kindle


Resumo

O presente estudo objetiva discutir a constituição de um mercado futebolístico na cidade de Belo Horizonte, Minas Gerais, entre os anos de 1933 e 1965, por meio da análise de periódicos. O marco inicial designa o estabelecimento do regime profissional no futebol na cidade, já o marco final representa a construção do maior estádio do estado, o Mineirão. A profissionalização do esporte foi perseguida como possibilidade de alçar o progresso e a adiantamento que se vislumbrava em outras capitais. Nesse ínterim, a edificação do “Gigante da Pampulha” foi resultado de um insistente processo de adequação dos espaços esportivos da cidade à “modernidade” prometida pelo novo regime.

Endereço: https://revistas.ufrj.br/index.php/Recorde/article/view/21642

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.