Futebol, Raça e Nacionalidade no Brasil: Releitura da História Oficial

Por: e J. Soares.

VI Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

Ao recorrer-se à literatura, acadêmica ou jornalística, sobre o passado do futebol brasileiro, fica a impressão de se estar lendo sempre o mesmo texto. Em quase todas as produções sobre a história do futebol brasileiro encontram-se três grandes núcleos narrativos integrados. As "histórias" se iniciam assim: o refinado esporte chamado Football Association, vindo da Inglaterra, que só as elites praticavam, teria chegado ao Brasil graças às malas de Charles Miller. O primeiro núcleo narrativo reitera: só as elites brancas e aristocráticas tinham acesso a essa prática esportiva. Portanto, o futebol, em seu início, seria exclusivista e racista, na medida que os pretos e mulatos, que representavam a maior parte da população brasileira, eram dele excluídos.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.