Send to Kindle


Resumo

Como ciência, a Sociologia do Desporto, se consagrou nos anos 70 através dos
estudos de importantes autores (Luschen, Risse, Rigauer, Habermas, Lenk, Elias,
Bourdieu, etc.). Contudo, antes mesmo da constituição da Sociologia do Desporto
enquanto disciplina autónoma, as relações entre cultura e desporto e entre este e a
religião já compunham temas que a Sociologia abraçava (Max Weber, Georg Simmel,
Wiese, Veblen). Retomando esta relação existente entre Sociologia do Desporto e
Religião, a pesquisa empírica aos materiais iconográficos, documentos e fontes
etnográficas constituem produtos de um estudo, cujo objectivo do trabalho reflecte
a relação entre o futebol e as práticas religiosas utilizadas contemporâneamente,
tendo como caso particular, o futebol brasileiro. A literatura que compõe o quadro
teórico adoptado, tem em Mircea ELÍADE (1959, 1963, 1964, 1969), LEVI-STRAUSS
(1978) e CAILLOIS (1938) os autores que fundamentam a perspectiva analítica.Algumas
das conclusões do estudo entendem a relação entre jogo e religião como ancestral
ao cenário actual, uma vez que o jogo e a religião são fenômenos culturais
fundamentais e que o desporto tal como conhecemos é um fenômeno das sociedades
hodiernas. Entretanto, o vínculo entre religião e desporto moderno acontece num
contexto onde o desporto é laico, a sociedade é laica, mas onde o campo social não
se reduz a isto. Sendo que o restabelecimento de elos entre o sagrado e o profano
tomam como base a crença. Esta existe como atitude que interfere na biografia de
cada um. Como tal, o jogador reza, a torcida encomenda despachos, os directores
vão aos terreiros, mas isto não é oficial, embora estas prácticas se institucionalizem
enquanto prácticas colectivas. Num mundo em que a insegurança, o desemprego, a
violência e a precarização da vida dão a tônica das horas, a religião e o extasê religioso
apresentam-se como um campo em que as relações são seguras, pois estão dispostas
segundo valorese divinos, dispostos numa ordem onde herói foi eternizado pelo
mito e este é entendido como uma realidade sagrada e imutável. As diferentes
hierofanias presentes no cenário brasileiro, encontram em religiões como Candomblé
e Umbanda uma practica religiosa estruturada sobre um conjunto de mitos que
exibem a função de fixar modelos exemplares de ritos e actividade humanas. De
modo que estabelecem os tabus e obrigações que exemplificamos dentro do estudo
em causa.

Endereço: http://citrus.uspnet.usp.br/eef/uploads/arquivo/78_Anais_p447.pdf

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.