Futebol e Violência: Reflexões Sobre o Caso dos Jogos Vendidos Pelo árbitro Edilson Pereira de Carvalho, no Campeonato Brasileiro de 2005

Por: Roberto Santos.

XI Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

O objetivo desse trabalho foi estabelecer algumas reflexões sobre caso da venda
dos jogos no campeonato brasileiro de 2005, pelo árbitro Edílson Pereira de Carvalho.
Esse fato pela dimensão que alcançou - segundo os noticiários dos jornais e televisões
à época, o referido árbitro acordou com um apostador 11 resultados de jogos que
poderiam ser apostados - fez com que o Superior Tribunal de Justiça Desportiva, na
figura do Sr. Luiz Sveiter anulasse todos os jogos, remarcando-os em novas datas.
Essa decisão gerou muita discussão no ambiente futebolístico, assim como também
provocou a reação de alguns clubes que ameaçaram entrar na justiça, além de é
claro, ferir a imagem do Campeonato Brasileiro.O referencial teórico que orientou
a elaboração do mesmo foi o conceito de processo civilizador de ELIAS e DUNNING
(1992). Nessa publicação voltada para o futebol, o autor menciona o que podemos
denominar como, os elementos fundamentais do processo civilizador SANTOS (1996).
Do ponto de vista metodológico utiliza-se a análise de conteúdo BARDIN (1977) e
empregada por SANTOS (1990, 1992, 1996, 2004, 2005) em forma de categorias,
para refletir e analisar os fatos.Para análise dos fatos foram utilizados dois jornais
tradicionalmente conhecidos na cidade do Rio de Janeiro - O Globo e Jornal do
Brasil - assim como foram observados alguns programas esportivos, que
tradicionalmente discutem fatos mais importantes do mundo futebolístico.O objetivo
em utilizar duas fontes dos dados - televisão e jornais, foi confrontar as opiniões dos
observadores,-para que se tivesse uma descrição densa dos acontecimentos. Como
conclusões básicas podemos afirmar que, apesar do árbitro ter confirmado nos
depoimentos que efetivamente tentou ‘fazer’ resultados, essa concepção ainda é
passível de discussão porque a dinâmica do futebol é muito complexa se comparada
com outros esportes. Para confirmar essa nossa argumentação, a escuta dos diálogos
do árbitro com seu parceiro, apontou que o mesmo diz que, em determinado jogo
tentou ‘fazer’ o resultado, mas não conseguiu porque um jogador, jogou bem demais
impedindo sua atuação, e conseguindo a vitória para o outro time. Diante de tal
contradição é possível inferirmos que a fraude realizada pelo árbitro, que gerou a
anulação de todos os jogos, ainda é passível de análises mais detalhadas da dinâmica
da arbitragem, e possíveis sugestões para aprimorar a mesma, visto que essa dinâmica
ainda é muito rígida quando comparada com outros esportes.

Endereço: http://citrus.uspnet.usp.br/eef/uploads/arquivo/78_Anais_p447.pdf

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.