Futebol Virtual, Lazer e Videogame

Por: A. R. Pines Junior, C. M. L. Junior, T. A. C. E. Silva e T. R. Lazier-leão.

IX Congresso Internacional de Educação Física e Motricidade Humana XV Simpósio Paulista de Educação Física

Send to Kindle


Resumo

No decorrer de sua história, o futebol engendra um processo de desenvolvimento e transformações, de modo a contemplar algumas variações, entre elas: futebol de rua, grama sintética, salão, praia, mesa, pebolim e o futebol digital. Essa última forma de apropriação vem sendo utilizada mais recentemente na sociedade contemporânea, possibilitando a utilização de inserções tecnológicas para que os indivíduos possam jogar futebol em videogames. No entanto, o objetivo deste estudo consistiu em apontar os motivos que levaram os competidores a participarem do Campeonato Brasileiro de Futebol Digital. O presente estudo foi desenvolvido conforme a abordagem qualitativa, de finalidade descritiva e de caráter aplicada com procedimento de pesquisa de campo e utilizou a entrevista como técnica de coleta de dados. Fez parte do estudo uma amostra intencional composta por 10 sujeitos com idade entre 18 a 27 anos, com média de (±23,5 anos), inscritos no 6º Campeonato Brasileiro de Futebol Digital, realizado em Brasília, Distrito Federal, Brasil. As entrevistas foram realizadas durante o campeonato nos dias 24 e 25 do mês setembro de 2011. A coleta de dados se deu pela presença in loco do pesquisador durante os dias do evento. Dado o curto espaço reservado para a discussão dos resultados, estabelecemos um exercício metodológico de demarcação, para isso, resolvemos concentrar nossos esforços as questões relacionadas ao campo do lazer. Com resultados, podemos observar que segundo os competidores, desde sua infância jogavam jogos de futebol de videogame, além disso, também brincavam de bola e praticavam futebol na rua e em campos próximos a suas residências com seus amigos. Todos os participantes jogavam videogame por lazer, antes ou depois de atividades como estudar, trabalhar, passear. Atualmente, eles ainda jogam videogame antes ou depois de ir à faculdade ou de ir ao trabalhar. Outro fator foi, a vivência quando criança e a manutenção dessa prática na fase da adolescência favoreceram a escolha em participar de campeonatos de futebol de videogame. Os jogos eletrônicos, jogos de videogame, e nesse caso específico, o futebol digital, apresentaram-se como uma estratégia de passatempo, de fuga do estresse do trabalho, propiciando um momento prazeroso de lazer. Portanto, nesse grupo estudado, podemos observar que o motivo que os levam a participar de um Campeonato de Futebol Digital é simplesmente pelo fato de que quando crianças, os mesmos, obtiveram uma experiência prazerosa com o videogame, neste caso, o futebol digital.

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/10060/10060

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.