Send to Kindle


Resumo

Esta pesquisa teve como objetivos conhecer o perfil das atletas de elite do futsal feminino paranaense e discutir possíveis implicações desse para a pedagogia do futsal. Aplicou-se um questionário para 43 atletas que disputaram a fase semifinal do Estadual, categoria principal, 2002. Obtiveram-se os seguintes resultados: (a) a média de idade das atletas foi de 20,55 anos (+ 4,77); (b) a Escola (46,4%), seja em aulas de Educação Física (34,8%) ou na escola de futsal da própria escola (11,6%), foi o principal ambiente de iniciação; (c) a adolescência foi o período da vida em que a maior parte (62,8%) iniciou-se na prática sistemática do futsal, em média, aos 13,69 anos (+ 3,18); (d) a idade de filiação a uma Federação aconteceu, em média, aos 17,12 anos (+ 3,28), ou seja, a maior parte (69,7%) vinculou-se à Federação na adolescência; (e) o tempo de prática sistemática, em média, foi de 6,95 anos (+ 3,18); (f) 32,5% consideraram o prazer de jogar e de se divertir como o fator mais relevante nos anos de prática sistemática, e (g) 32,5% das atletas eram remuneradas para jogar. Concluiu-se que o futsal feminino poderá questionar o paradigma atual de iniciação esportiva que se adota no futsal masculino. PALAVRAS-CHAVE: futsal feminino, iniciação esportiva, pedagogia do esporte.

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.