Gênero e Suas Relações com as Artes Marciais

Por: Gabriela Cândido dos Reis e Mariana Kubilius Monteiro.

VI Congresso Sudeste de Ciências do Esporte

Send to Kindle


Resumo

Este trabalho tem o intuito de verificar as formas com que as professoras de artes marciais percebem as relações de gênero em suas aulas e como essa percepção orienta a sua prática pedagógica no ensino da luta, para a desnaturalização da subestimação do feminino e a superestimação do masculino nas artes marciais. Pressupondo que as lutas podem possibilitar, enquanto instituição social e desportiva, a formação de sujeitos, podendo ampliar a forma como o sujeito se apropria culturalmente desse saber. A pesquisa foi realizada por meio de uma entrevista semiestruturada aplicada a quatro professoras de artes marciais praticantes das modalidades Karatê, Kung Fu, Muay Tai e Judô, onde conseguimos verificar que todas elas usam ou já usaram métodos pedagógicos sobre gênero em suas aulas.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.