Gênero e Prática de Atividade Física de Lazer

Por: Cláudia S Lopes, Eduardo Faerstein, Guilherme Loureiro Werneck, Maria Luiza Heilborn e Rosana Salles-costa.

Cadernos de Saúde Pública - v.19 - n.8 - 2003

Send to Kindle


Resumo

Este artigo avalia a relação entre gênero e construção social do corpo, tendo como objeto de estudo a prática de atividades físicas realizadas no tempo destinado ao lazer. O Estudo Pró-Saúde é um estudo prospectivo composto por 4.030 funcionários de uma universidade localizada no Rio de Janeiro, no qual analisamos as respostas sobre atividade física de lazer (AFL) de 3.740 participantes. Os resultados encontrados demonstram um domínio masculino na prática de AFL. A idade, a escolaridade e a renda familiar per capita estiveram diretamente associadas à prática de exercícios entre as mulheres e, entre os homens, a renda familiar per capita. Os homens se engajaram mais em atividades físicas coletivas e de caráter competitivo e as mulheres em atividades individuais, que requerem do corpo menos força física. Os resultados encontrados sugerem que as atividades físicas praticadas no tempo destinado ao lazer representam um domínio da vida cotidiana organizado segundo determinadas convenções, entre elas as concepções acerca do ideal de corpo segundo o gênero, onde homens e mulheres apresentam comportamentos distintos no que se refere à prática de exercícios físicos. Palavras-chave Atividades de Lazer; Atividade Física; Esportes; Comportamento; Gênero

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2003000800014&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.