Geolocalização de Casos de Sobrepeso/obesidade e Pressão Arterial Alterada em Escolares

Por: Cézane Priscila Reuter, Cristiane Fernanda da Silva, Deise Graziela Kern, Letícia de Borba Schneiders, Letícia Welser, Lia Gonçalves Possuelo, Luiza Pasa, Miria Suzana Burgos e Tássia Silvana Borges.

Cinergis - v.18 - n.3 - 2017

Send to Kindle


Resumo


Objetivo: descrever a geolocalização de sobrepeso/obesidade e pressão arterial alterada de escolares residentes em Santa Cruz do Sul/RS. Método: estudo transversal, incluindo 1578 escolares de ambos os sexos, com idade entre sete e 17 anos, de 18 escolas do município. Utilizou-se o índice de massa corporal para avaliar o sobrepeso/obesidade e, para pressão arterial, utilizou-se medida da pressão sistólica (PAS) e da pressão diastólica (PAD). Os mapas de geolocalização foram separados por sexo e escola e plotados no mapa de acordo com as variáveis avaliadas. Utilizou-se o programa SPSS 20.0, empregando estatística descritiva, teste qui-quadrado e teste t, considerando diferenças significativas para p<0,05. Para a confecção dos mapas, foi utilizado o programa Terraview 3.5.0 e CorelDRAW X5. Resultados: observou-se prevalência de sobrepeso/obesidade de 27,2% nos meninos e 26,5% nas meninas. PAS alterada ocorreu em 14,8% dos meninos e 13,6% das meninas e PAD alterada em 12,7% dos meninos e 12,5% das meninas. A geolocalização apontou duas escolas da zona rural das regiões leste e oeste e uma escola da zona urbana na região central do município, com a maior prevalência de sobrepeso/obesidade, sendo que na escola rural da região leste mais de 50% dos escolares apresentaram sobrepeso/obesidade; a maior prevalência de sobrepeso/obesidade foi observada nas escolas municipais; PAD alterada concentrou-se nas escolas da zona urbana para as meninas e da zona rural leste para os meninos; PAS apresentou-se mais elevada nas escolas da zona urbana e em uma escola da zona rural oeste. Considerações finais: por meio da geolocalização, foi possível identificar os locais que o sobrepeso/obesidade foi mais prevalente; entre estes uma escola da zona rural da região leste, que demonstrou o maior índice e sobrepeso/obesidade. Já, a distribuição da pressãoz arterial alterada demonstrou maiores índices na zona urbana, no sexo feminino e na zona
rural no sexo masculino.
 

Endereço: https://online.unisc.br/seer/index.php/cinergis/article/view/9670

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.