Gestão do Desporto: a Dimensão Política do Movimento Olímpico

Por: Alcides Vieira Costa.

Lusíada. Política Internacional e Segurança - v.9 - n.1 - 2013

Send to Kindle


Resumo

A dimensão política do Movimento Olímpico internacional foi, ao longo da história do desporto moderno, por muitas vezes, negada em defesa do apolitismo desportivo. Entretanto, o que os fatos históricos evidenciam é que o desporto sempre esteve envolvido em questões políticas e sofreu diversas influências e manipulações, como é o caso do uso do desporto para promoção do nacionalismo e a ameaça ou efetivação de boicotes aos Jogos Olímpicos. Neste sentido, este texto tem por objetivo apresentar uma análise sócio-histórica de cunho qualitativo que evidencie a relação entre o desporto e a política. A pesquisa que estruturou este texto foi uma análise documental que incluiu as 122 Atas das Sessões do Comité Olímpico Internacional (COI) disponíveis até o momento e realizadas entre os anos de 1894 e 2011. Os resultados evidenciam a estreita relação entre o desporto e a política em três perspetivas. A primeira evidencia esta relação a partir das relações e posições políticas dos Presidentes do COI; a segunda perspetiva apresenta o uso do desporto como ferramenta política para fins nacionalistas; a última perspetiva que sustenta estes resultados apresenta a efetivação ou a ameaça de boicote aos Jogos Olímpicos como uma ferramenta política bastante utilizada ao longo da história. Por fim, conclui-se que o desporto e a política possuem uma estreita relação e que tal fato pode ser benéfico, caso as pessoas envolvidas com o desporto, principalmente os gestores do desporto, saibam gerir as mais diversas situações em benefício do desenvolvimento do desporto e da sociedade.

Endereço: http://repositorio.ulusiada.pt/handle/11067/738

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.