Gestão Estratégica do Triathlon ? Integrando o Gerenciamento Técnico e Administrativo da Confederação Brasileira de Triathlon

Por: Roberto Koury Menescal.

2010

Send to Kindle


Resumo

As disparidades entre a capacitação do corpo técnico e do corpo administrativo das entidades esportivas provocam uma falta de integração entre o planejamento técnico-científico e o planejamento organizacional dessas entidades. Tal fato pode ser apontado como o principal fator que impede o crescimento sustentado de longo prazo, do esporte no Brasil. O quadro de profissionais encarregados do planejamento técnico-científico das entidades esportivas geralmente é composto por especialistas, com extensa capacitação técnico-científica e experiência prática nas respectivas modalidades. O mesmo não ocorre com o quadro de profissionais nas funções administrativas, que raramente conta com especialistas em administração, contabilidade, marketing, recursos humanos e demais áreas cruciais na gestão organizacional. Isto, por sua vez, dificulta um planejamento organizacional adequado para atender as necessidades do departamento técnico. A adequação da estrutura administrativa da Confederação Brasileira de Triathlon – CBTri às necessidades requeridas para a completa implementação, controle e desenvolvimento das ações propostas no planejamento de seu departamento técnico representa um desafio a ser superado. Este artigo, por meio de um estudo comparado e da revisão bibliográfica internacional sobre o tema, visa propor uma alternativa para elaboração de um Planejamento Estratégico que promova uma maior interdependência entre a área técnica e a área administrativa da CBTri.

 

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.