Ginástica Laboral: Uma Ferramenta Para o Incentivo da Qualidade de Vida dos Servidres Técnico- Administrativos da Escola de Belas Artes da Ufmg

Por: Alice Moreira dos Reis.

39 páginas. 2016 24/03/2016

Send to Kindle


Resumo

Esta pesquisa trata-se de um projeto de intervenção, que tem como objetivo geral a implantação da Ginástica Laboral (GL) como ferramenta para o incremento de Qualidade de Vida (QV), dos servidores técnico-administrativos da Escola de Belas Artes (EBA) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). A EBA é uma das 20 unidades que integram a UFMG e tem em seu quadro 59 servidores técnico administrativos efetivos. Além de suas atividades acadêmicas diárias a escola está sempre promovendo exposições, seminários, congressos, peças teatrais e cursos nas modalidades de extensão e pós-graduação que contam com a contribuição e colaboração de seus servidores para a viabilização destes compromissos. A escolha deste tema é devido às questões que envolvem aspectos relacionados aos fatores que influem na QV, como a saúde de uma forma ampla e na perspectiva da Organização Mundial da Saúde (OMS), relacionamentos interpessoais, cansaço físico e mental, tornando-se necessário pensar em uma forma eficaz de melhorias na QV desses servidores, aonde a GL vem para tentar ser um instrumento para solução dessas questões. Pretende-se através da realização de atividades de GL, que acontecerão no decorrer do dia dentro do ambiente de trabalho, sob a forma de modalidades preparatória, que visa a preparação do servidor para as atividades dodia, a compensatória no intuito de descontrair a tensão instalada em sua musculatura e a relaxante, quando do término do expediente, para relaxar seus músculos, auxiliando o servidor na prevenção de problemas relacionados a doenças ocupacionais, e sob a perspectiva de promover o bem estar subjetivo. A implantação de ações voltadas para a melhoria da QV por meio do programa de GL poderá proporcionar diversos benefícios para os servidores e para a organização tais comomelhoria da auto estima, motivação para o trabalho, maior integração no ambiente de trabalho, diminuição de doenças ocupacionais, maior aptidão para a realização das suas tarefas, e demais efeitos que poderão ser avaliados de in loco e no acompanhamento do clima organizacional. Para isso foi desenvolvida uma pesquisa conceitual dos termos relacionados à QVT bem como da GL, através de análise documental fundamentada em pesquisas de autores da área especialmente da ergonomia. O método de monitoramento e análise de dados obtidos usa como paradigma o referencial da pesquisa-ação. O modelo de GL a ser implementado na EBA, contemplará as fases de estruturação, planejamento, execução e avaliação do programa. Intenciona-se fazer reuniões e palestras explicativas sobre a QV e a GLcom as chefias, com os gestores e com os servidores, pretende-se ainda aplicar um questionário semiestruturado de avaliação da satisfação dos servidores em relação ao seu ambiente laboral, para fins de análise, discussão e interpretação dos resultados, que serão posteriormente trabalhados, buscando saber se existe o interesse na implantação deste projeto de maneira permanente no âmbito daorganização. Como forma de contribuição para a EBA, este projeto de intervenção poderá vir a oferecer mudanças e melhorias na QV e na saúde de seus servidores, influenciando também os seus familiares e a vida cotidiana, vista aqui como integrada ao meio laboral, podendo também proporcionar maior produtividade para a organização. Assim espera-se que a implantação do programa de GL na EBA possatrazer resultados positivos tanto para o servidor, quanto para a instituição.

Endereço: http://www.bibliotecadigital.ufmg.br/dspace/handle/1843/BUOS-ACEQMA

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.