Ginástica Laboral: Uma Proposta de Protocolo Para Avaliação da Postura Corporal do Trabalhador.

Por: Ulisses de Araújo.

79 páginas. 2001

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi validar uma proposta de protocolo de avaliação subjetiva da postura corporal do trabalhador na execução de suas tarefas, servindo como subsídio aos programas de ginástica laboral. A amostra, composta por 12 digitadores, foi submetida a registros de imagens gravadas em VHS da postura corporal adotada pelos digitadores nas execuções dos serviços de digitação. Para cada amostra, foi montada uma fita contendo três intervalos das imagens retiradas dos 60 minutos de serviços de digitação. O primeiro intervalo (T1) foi montado com as imagens dos 5 minutos iniciais de serviços de digitação; o segundo intervalo (T2) foi montado com as imagens entre os 25 e 30 minutos do serviço de digitação e o terceiro intervalo (T3) foi montado com as imagens dos 5 minutos finais do serviço de digitação. Para validar esta proposta de avaliação subjetiva da postura corporal do trabalhador, na execução de suas tarefas, foram selecionados 02 professores de Educação Física que, individualmente, tinham função de analisar as imagens gravadas de cada digitador e anotar no protocolo de avaliação subjetiva da postura corporal do trabalhador, qual a postura predominante para cada articulação (pescoço, ombro, cotovelo, punho e mão), em cada intervalo (T1, T2, e T3). Para adquirirmos uma resposta relacionada à fidelidade e à aplicabilidade do protocolo, os resultados encontrados pelos avaliadores foram submetidos a uma análise estatística, através da correlação de Pearson, em dois tópicos: a) Relação entre os avaliadores ("A" e "B"): confrontando os resultados do somatório total dos escores do avaliador "A" como o somatório total dos escores do avaliador "B", onde foi encontrada uma correlação elevada e significativa ( r = 0,94), b) Relação entre os intervalos de imagens: confrontando o somatório dos escores entre os diferentes intervalos de imagens (T1, T2 e T3), dos avaliadores "A" e "B", onde constatou-se uma correlação não significativa entre os intervalos 2 e3 (r = 0,54; p > 0,05) e 3 e 1 (r = 0,03; p > 0,05). Porém, quando comparados os intervalos 2 e 1, a correlação foi significativa (r = 0,85; p < 0,05). Com base nesses resultados, verificou-se que existe uma confiabilidade no protocolo de avaliação subjetiva da postura corporal do trabalhador utilizador utilizado no presente estudo, bem como sugerido que, após 60 minutos de execução do serviço de digitação, o momento mais indicado para aplicar o protocolo de avaliação subjetiva corporal do trabalhador, são os cinco minutos finais de trabalho, antes da pausa de trabalho.

Endereço: http://www.nuteses.temp.ufu.br/tde_busca/processaPesquisa.php?pesqExecutada=2&id=900&listaDetalhes%5B%5D=900&processar=Processar

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.