Ginástica na Escola: Por Onde Ela Anda Professor?

Por: Andrize Ramires Costa, Carmen Lilia da Cunha Faro, Ceres Cemirames de Carvalho Macías e Lucília Matos.

Conexões - v.14 - n.4 - 2016

Send to Kindle


Resumo

A Ginástica é uma prática corporal que inicialmente foi sinônimo de Educação Física, num segundo momento foi considerada um dos conteúdos da Educação Física Escolar e atualmente está ausente nas aulas escolares. A presente pesquisa tem o objetivo de aprofundar os estudos sobre a Educação Física Escolar, para a busca de elementos teórico-metodológicos que justifiquem a Ginástica no contexto escolar; bem como, identificar porque esta vem sendo esquecida enquanto conteúdo pedagógico nas escolas. Trata-se de uma pesquisa exploratória, utilizando a abordagem do método qualitativo. O estudo foi realizado com quatorze professores de Educação Física, escolhidos aleatoriamente, de sete escolas municipais de Belém – PA, a entrevista semi-estruturada e a observação sistemática foram adotadas como instrumentos de coleta de dados. Após analisar e discutir os resultados, verificamos que muitos podem ser os motivos da ausência da Ginástica na escola, todavia é um conhecimento que precisa estar presente na Educação Física Escolar, pois é de grande valia para o desenvolvimento pleno da criança, tendo como principal protagonista desta mudança o próprio professor de Educação Física. 

Referências:

SOARES, Carmen Lucia. Metodologia do ensino de educação física. São Paulo: Cortez, 1992.

OLIVEIRA, Vitor Marinho de. Educação física humanista. Rio de Janeiro: Ao livro Técnico, 1985.

GAIO, Roberta; GÓIS, Ana Angélica; BATISTA, José Carlos de Freitas. A ginástica em questão: corpo e movimento. 2. ed. São Paulo: Phorte, 2010.

BETTI, Irene Conceição Rangel. Esporte na escola: mas é só isso, professor? Motriz, Rio Claro, v. 1, n. 1, p. 25-31, 1999.

NISTA-PICCOLO, Vilma Leni. Educação física escolar: ser... ou não ter? 3. ed. Campinas: Ed. da Unicamp, 1995.

KUNZ, Elenor. Transformação didático-pedagógica do esporte. 7. ed. Ijuí: Ed. da Unijuí, 2006.

KUNZ, Elenor. Educação física: ensino e mudanças. 3. Ijuí: Ed. da Unijuí, 2004.

AYOUB, Eliana. Ginástica geral e educação física escolar. 2. ed. Campinas, SP: Unicamp, 2007.

PAOLIELLO, Elizabeth. Ginástica geral: experiências e reflexões. São Paulo: Phorte, 2008.

SCHIAVON, Laurita Marconi; NISTA-PICCOLO, Vilma Leni. A ginástica vai à escola. Movimento, Porto Alegre, v. 13, n. 3, p. 131-150, 2007.

BUENO, Francisco da Silveira. Minidicionário Silveira Bueno. 3. ed. São Paulo: Lisa, 1989.

BREGOLATO, Roseli Aparecida. Cultura corporal da ginástica: livro do professor e do aluno. 4. ed. São Paulo: Ícone, 2011.

SOARES, Carmen Lúcia. Imagens da educação no corpo: estudo a partir da ginástica francesa no século XIX. 3. ed. Campinas: Autores Associados, 2005.

SOARES, Carmen Lúcia. Educação física: raízes europeias e Brasil. 4. ed. Campinas: Autores Associados, 2007.

TOLEDO, Eliana de. Proposta de conteúdos para a ginástica escolar: um paralelo com a Teoria de Coll. 1999. 215 f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) – Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1999.

NISTA-PICCOLO, Vilma Leni. Atividades físicas como proposta educacional para a 1ª fase do 1º grau. 1988. 175 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1988.

BRACHT, Valter. Educação física e aprendizagem social. Porto Alegre: Magister, 1992.

CHIZZOTTI, Antônio. Pesquisa em ciências humanas e sociais. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2001.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1979.

FÓRUM INTERNACIONAL DE GINÁSTICA GERAL, 1., 2001, Campinas, SP. Anais ... Campinas: SESC: Faculdade de Educação Física, UNICAMP, 2001. 202 f.

Endereço: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conexoes/article/view/8648071

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.