Ginástica Para Todos na Extensão Universitária: o Exercício da Prática Docente

Por: Lara Torres Lopes, Lariza Zanini César Nakatani, Maria Teodoro de Leles, Othon Viollati Neto, Samanta Garcia de Souza e Thiago Sousa Monteiro.

Conexões - v.14 - n.3 - 2016

Send to Kindle


Resumo

Este trabalho consiste no registro e reflexão sobre a prática docente do professor de Educação Física tendo como enfoque a formação deste através da atuação como monitor no projeto de extensão “Ginástica Para Todos (GPT) na Infância”, da Universidade Estadual de Goiás/Campus Goiânia ESEFFEGO. A estratégia metodológica utilizada se deu a partir da pesquisa descritiva, englobando os aspectos de descrição, registro, análise e interpretação da amostra pesquisada, a partir de estudo de caso, que possuiu como campo o projeto de extensão citado e sujeitos envolvidos (professoras, monitores e alunos), além de análise bibliográfica e documental. Teve como instrumentos de coleta de dados os planos de aula construídos, observações e anotações pessoais registradas durante o processo, anotações a respeito das intervenções e apresentações realizadas em diário de bordo, questionário aplicado aos alunos ao fim do projeto, registros fotográficos e audiovisuais. Para tal análise, parte-se de uma conceituação da GPT, contextualização do projeto de extensão pesquisado e descrição dos caminhos e percursos metodológicos deste, realizando, por fim, uma reflexão da atuação docente e as influências desta na formação dos monitores enquanto futuros professores e o trabalho da GPT no contexto da extensão universitária, a partir das experiências vivenciadas. 

Referências:

SOARES, Carmen Lúcia et al. Metodologia do ensino da educação física. 2. ed. São Paulo: Autores Associados, 2009.

MIRANDA, Danilo Santos de. Identidades e práticas coletivas. In: FÓRUM INTERNACIONAL DE GINÁSTICA GERAL, 4., 2007, Campinas. Anais... Campinas: FEF-UNICAMP, 2007. p. 33-34.

TOLEDO, Eliana de. Ginástica de Grande Área: Algumas abordagens e reflexões de sua manifestação no Brasil. In: FÓRUM INTERNACIONAL DE GINÁSTICA GERAL, 4., 2007, Campinas. Anais... Campinas: FEF-UNICAMP, 2007. p. 38-43.

MARCONI, Marin de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Técnicas de pesquisa. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2006.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2006.

SOUZA, Elizabeth Paoliello Machado de. Ginástica geral: uma área do conhecimento da educação física. 1997. Tese (Doutorado em Educação Física) - Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1997.

AYOUB, Eliana. Ginástica geral e educação física escolar. Campinas Ed. da UNICAMP, 2007.

ABIB, Pedro Rodolpho Jungers. Educação física escolar: uma proposta a partir da síntese entre duas abordagens. Movimento, Porto Alegre, v. 5, n.10, p. 29-34, 1999. Disponível em: www.seer.ufrgs.br/Movimento/article/viewFile/2455/1120. Acesso em: 12 maio 2016.

FEDERAÇÃO INTERNACIONAL DE GINÁSTICA. Gymnastics for all manual: regulations manual, 2009. Disponível em: http://www.fig-gymnastics.com/publicdir/rules/files/gfa/2009%20GFA%20manual-e.pdf. Acesso em: 10 jul. 2016.

BEZERRA, Liudmila de Andrade; GENTIL, Raphael do Nascimento; FARIAS, Gelcemar Oliveira. A ginástica para todos na formação inicial: do contexto histórico à produção do conhecimento. Pensar a Prática, Goiânia, v. 18, n.3, 2015, p.739-751, 2015. Disponível em: http://www.revistas.ufg.br/fef/article/view/32966/19026. Acesso em: 10 jul. 2016.

FERNANDES, Rita de Cássia; EHRENBERG, Mônica Caldas. A ginástica para todos na sua relação com as atividades físicas orientadas para o lazer. EFDeportes.com: revista digital, Buenos Aires, v. 15, n. 166, 2012. Disponível em: http://www.efdeportes.com/efd166/a-ginastica-para-todos-para-o-lazer.htm. Acesso em: 12 maio 2016.

SANTOS, José Carlos Eustáquio dos. Ginástica geral: elaboração de coreografias, organização de festivais. Jundiaí: Fontoura, 2001.

CESAR, Lariza Zanini. O papel do monitor no processo de sociabilização de jovens e adultos praticante de ginástica geral: um estudo de caso. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Educação Física) - Faculdade de Educação Física, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2009.

MARCASSA, Luciana. Metodologia do ensino da ginástica: novos olhares, novas perspectivas. Pensar a Prática, Goiânia, v. 7, n. 2, p. 171-186, 2004. Disponível em: http://cev.org.br/biblioteca/pensar-pratica-v7-n2-2004/. Acesso em: 14 abr. 2016.

SOUZA, Maria Cecília Braz Ribeiro de. A concepção de criança para o enfoque histórico-cultural. 2007. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, Marília, 2007.

FEDERAÇÃO INTERNACIONAL DE GINÁSTICA (FIG). About gymnastics for all. Disponível em: < http://www.fig-gymnastics.com/site/page/view?id=236> Acesso em: 13 maio 2016.

GOIÁS. Universidade Estadual de Goiás. Projeto pedagógico do curso de Educação Física. Goiânia: ESEFFEGO, 2016.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

VASCONCELLOS, Celso dos Santos. Planejamento projeto de ensino-aprendizagem e projeto político-pedagógico. 7. ed. São Paulo: Libertad, 2000.

SILVA, Leonardo Toledo. Jogos, brinquedos e brincadeiras: algumas reflexões. Saber Acadêmico, n. 11, p. 163-171, 2011. Disponível em: https://www.yumpu.com/pt/document/view/12867491/jogos-brinquedos-e-brincadeiras-algumas-reflexoes-uniesp. Acesso em: 14 maio 2016.

BAUMAN, Zygmunt. Modernidade líquida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

PATRÍCIO, Tamiris Lima; BORTOLETO, Marco Antônio Coelho. Festivais ginásticos: princípios formativos na visão de especialistas. Conexões: revista da Faculdade de Educação Física da UNICAMP. Campinas, v. 13, n. especial, p. 98-114. Disponível em: http://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conexoes/article/view/8637578. Acesso em: 20 abr. 2016.

Endereço: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conexoes/article/view/8648060

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.