Ginástica Rítmica no Rio Grande do Sul

Por: Cláudia Lima dos Santos, Milena Threni Nagamine e Patrícia Silveira Fontana Bernardi.

Atlas do Esporte no Rio Grande do Sul.

Send to Kindle


Resumo

A Ginástica Rítmica (GR) figura no programa olímpico desde 1984, nas Olimpíadas em Los Angeles - 1984. É uma modalidade essencialmente feminina, cuja prática oficial (competitiva) é realizada em uma quadra de tapete com amortecimento de impacto medindo 13 x 13 metros. Neste espaço, as ginastas executam uma composição (coreografia), com elementos corporais, unidos aos elementos-aparelho: corda, arco, bola, maças e fita com acompanhamento musical. As competições podem ser individuais e de conjunto. A GR teve as suas raízes na Ginástica Moderna, surgindo na Europa Central, no início do século XX. Essa modalidade foi reconhecida sucessivamente, por Ginástica Moderna (1963), Ginástica Feminina Moderna (1972), posteriormente Ginástica Rítmica Moderna, Ginástica Rítmica Desportiva (1975) e, finalmente, Ginástica Rítmica, desde o ciclo do código de pontuação, em 2001.
 

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.