Gordura Corporal em Judocas: Validação Cruzada da Equação de Lohman

Por: Ciro José Brito e Maria Fátima Glaner.

Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano - v.9 - n.3 - 2007

Send to Kindle


Resumo

Esportes de combate são disputados por categorias de peso. Quanto maior a proporção de massa magra por quilogramas de massa corporal, maior a capacidade de expressão da força de um lutador. Assim, a estimativa do percentual de gordura (%G) torna-se fundamental para a determinação da categoria em que o lutador irá competir. Portanto, o objetivo deste estudo foi verifi car a validade concorrente da equação de Lohman7 (EL) para estimar o %G em lutadores. A amostra foi composta por 30 judocas masculinos, residentes no Distrito Federal – Brasil, com médias de idade= 25,1±4,5 anos, massa corporal= 81,8±12,5 kg e estatura= 176,3±7,1 cm. A pesagem hidrostática (PH) foi usada como padrão ouro para a validação cruzada. Os critérios estatísticos usados foram os propostos por Lohman7 e a análise do escores residuais17. A correlação foi alta (r= 0,80) e signifi cativa (p≤0,0005). O erro constante e erro padrão de estimativa foram inferiores a 3,5%. O %GEL= 15,1±4,7 diferiu (p≤0,0005) do %GPH= 11,9±4,2. A EL superestimou de forma signifi cativa o %G. Os escores residuais mostraram a falta de concondância do %GEL com o %FPH, chegando até 8,5%G. Sendo assim, a EL não apresentou validade concorrente para a amostra de judocas.


 

Endereço: https://periodicos.ufsc.br/index.php/rbcdh/article/view/4081

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.