Gordura Corporal, Nível Habitual de Atividade Física e Hábitos Alimentares de Escolares Masculinos do Município de Lages Região Serrana de Santa Catarina - Brasil

Por: Edson Luis Machado de Arruda.

110 páginas. 2002

Send to Kindle


Resumo

O excesso de gordura corporal tornou-se um problema que a cada ano avança no mundo atingindo cada vez mais pessoas, especialmente as que vivem nos grandes centros urbanos. Entre os principais fatores associados ao excesso de gordura corporal estão os hábitos alimentares e o nível de atividade física habitual. A adoção de um estilo de vida com um nível muito baixo de atividade física e hábitos alimentares inadequados, principalmente com um alto consumo de alimentos ricos em gorduras, está presente na vida de muitas pessoas nas sociedades desenvolvidas devido à industrialização produzida pelos avanços científicos e tecnológicos. Considerando que o sedentarismo e o excesso de ,gordura corporal se apresentam como uma epidemia e uma questão de saúde pública, o presente estudo teve por objetivo verificar a prevalência do excesso de gordura corporal, do nível de atividade física habitual e de hábitos alimentares, em escolares masculinos com idades entre 10 a 17 anos do Município de Lages Região Serrana do Estado de Santa Catarina, Brasil. A amostra foi constituída por 1024 escolares e foi selecionada de forma aleatória simples quanto às escolas, conglomerada por sala de aula e estratificada dentre 51 escolas de Lages (26 estaduais, 20 municipais e 5 particulares). A prevalência de sobrepeso e obesidade foi analisada, operacionalmente, através do percentual de gordura ,(%G) conforme as equações propostas por Lohman (1986) e Slaughter et al. (1988) para crianças com somatório das dobras cutâneas triciptal e subescapular acima de 35 mm. As informações referentes à caracterização do nível socioeconômico, nível habitual de atividade física, hábitos alimentares, foram coletadas através de um questionário elaborado a partir da composição de partes de outros instrumentos já validados ou empregados em estudos envolvendo populações similares. No tratamento dos dados foram utilizados os recursos do pacote estatístico SPSS versão 10.0 para Windows, sendo que a análise foi realizada através da estatística descritiva básica, teste de Qui-quadrado, correlação de Spearman, análise de variância ANOVA - ONE-WAY, e o teste "Post Hoc" de Scheffé. Os resultados revelaram que 25,6% dos escolares estavam com excesso de gordura corporal, sendo que houve uma tendência de diminuição com o aumento da idade. Quanto ao estilo de vida (nível habitual de atividade física e hábitos alimentares), 29,4% foram considerados inativos ou muito inativos, sendo que na medida em que aumentou a idade houve uma tendência de aumentar o nível de atividade física. Já o consumo de alimentos ricos em gordura foi similar em todas as idades e maior entre os escolares de melhor nível socioeconômico. Encontraram-se correlações entre nível de gordura corporal e o consumo de frituras (rs= -0,066 - p= 0,034), frutas (rs= -0,065 - p= 0,039) e verduras (rs= - 0,144 - p= 0,001); Entre o nível de atividade física (rs= - ,0,074 - p= 0,018), e o nível socioeconômico (rs= 0,127 - p=0,001). Demonstrando que, os escolares que apresentaram excesso de gordura corporal eram menos ativos, e pertenciam a famílias de melhores condições socioeconômicas.

Endereço: http://www.nuteses.temp.ufu.br/tde_busca/processaPesquisa.php?pesqExecutada=2&id=1893&listaDetalhes%5B%5D=1893&processar=Processar

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.