Grau de Comprometimento Psicológico Ao Exercício e Comparação da Insatisfação Corporal de Atletas Participantes do Panamericano Escolar

Por: Leonardo de Sousa Fortes, Maria Elisa Caputo Ferreira, Maria Fernanda Laus e Sebastião Sousa Almeida.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.18 - n.4 - 2012

Send to Kindle


Resumo

INTRODUÇÃO: O esporte de rendimento parece ser um agente potencializador para o surgimento de transtornos psicopatológicos, sendo, portanto, pertinente avaliar o grau de comprometimento psicológico ao exercício e aspectos da imagem corporal em atletas adolescentes de elite, já que estas variáveis são fatores de risco para desencadeamento de transtornos alimentares. 
OBJETIVO: Comparar a insatisfação corporal entre diferentes modalidades esportivas e verificar a influência da mesma sobre o grau de comprometimento psicológico ao exercício em atletas adolescentes competitivos. 
MÉTODOS: A amostra do estudo foi constituída por 65 atletas adolescentes de diversas modalidades esportivas de ambos os sexos. Para avaliar a insatisfação corporal foi aplicado o body shape questionnaire (BSQ) e o grau de comprometimento psicológico com o hábito de se exercitar foi avaliado pela escala de dedicação ao exercício (EDE). 
RESULTADOS: A insatisfação com a própria imagem foi observada em 21,5% dos participantes com diferença entre as modalidades (p < 0,05), o que não ocorreu com a EDE (p > 0,05). Além disso, a insatisfação influenciou 12% na modulação do grau de comprometimento psicológico ao exercício (p < 0,05). 
CONCLUSÃO: Dessa forma, conclui-se que, para esta amostra, a taxa de satisfação corporal foi alta e pouco relacionada ao grau de comprometimento ao exercício.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-86922012000400004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.