Grounding em Aulas de Educação Física Escolar: Uma Análise Pela Bioenergética

Por: Diane Ferraz Lopes da Rocha.

98 páginas. 2014 22/05/2014

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi de analisar o grounding postural, entendendo-o como experiência psicocorporal de contato com o próprio corpo (propriocepção), com o solo e com a realidade, em atividades nas aulas de Educação Física Escolar com discentes de faixa etária entre 10 e 13 anos, de ambos os sexos, estabelecendo uma aproximação entre tais atividades e os princípios bioenergéticos. Pelo modelo teórico da Análise Bioenergética, o grounding corresponde ao processo de autossustentar-se com equilíbrio e capacidade de autoexpressão, processo em que o indivíduo desenvolve o contato consigo próprio, com o espaço, com sua realidade interna e externa, em nível físico, simbólico e afetivo. Tal processo promove uma coesão entre o movimento, o sentimento e a expressão e uma coerência entre o funcionamento psíquico e o corporal. A partir desse modelo teórico, questionou-se: Em quais atividades na Educação Física Escolar o grounding postural é solicitado? Para a coleta dos dados, utilizou-se um protocolo de observação elaborado especificamente para o estudo, além da entrevista semiestruturada. Analisando os resultados através da análise de conteúdo categorial de Bardin, foi possível concluir que posturas terapêuticas sistematizadas na Análise Bioenergética são vividas nas aulas de Educação Física através de atividades que requerem postura ereta, não rígida, coluna equilibrada, articulação dos joelhos ligeiramente fletidas, peso do corpo na parte arredondada dos pés, à frente, centramento no abdômen e de movimentos que tendem ao chão para subir e descer com equilíbrio, para receber, lançar, interceptar, quicar, passar ou chutar uma bola, ou, ainda, para avançar no espaço em jogos como o basquete e o futebol e nas atividades de pular corda, de carrinho de mão e de pega rabo, por exemplo, desenvolvendo o grounding. Nesse processo, para haver um nível de conscientização mais elevado e respostas mais assertivas, os docentes precisam de intervenções intencionais no planejamento didático as quais são sugeridas neste trabalho.

Endereço: https://sistemas.ufpb.br/sigaa/public/programa/defesas.jsf?lc=pt_BR&id=1906

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.